Postagens Etiquetadas ‘John Cho’

Star Trek: Sem Fronteiras | Crítica | Star Trek Beyond (2016) EUA

Star Trek: Sem Fronteiras (2016)

Elenco: John Cho, Simon Pegg, Chris Pine, Zachary Quinto, Zoe Saldana, Karl Urban, Anton Yelchin, Idris Elba | Roteiro: Simon Pegg, Doug Jung | Adaptado de: Gene Roddenberry (Star Trek) | Direção: Justin Lin (Velozes e Furiosos 6).

Star Trek: Sem Fronteiras é apenas mais uma aventura das missões da tripulação da Enterprise, e ainda assim consegue divertir.

7,5 - "tem um Tigre no cinema"Era inevitável. Transformado mais uma vez em franquia, as viagens da NCC1701 Enterprise na nova roupagem de 2009 iria ser menos impressionante eventualmente, e esse momento chegou com Star Trek: Sem Fronteiras. Mas é importante destacar que esse não é, nem de muito longe, um filme ruim. Pelo contrário, ele equilibra ação, aventura, drama e comédia sem perder o caminho delineado pelas produções anteriores. A questão é que a série a partir daqui toma estrutura episódica e, como toda a produção que se sujeita a isso, passa por picos e declínios. Esse é o ponto mais baixo da nova fase, mais ainda tem força para se segurar, mesmo com lugares comuns e elementos usados em outros lugares.

Leia mais

Star Trek: Além da Escuridão (Star Trek: Into Darkness, 2013, EUA) [Crítica]

"Star Trek: Into the Darkness", 2013

Com Chris Pine, Zachary Quinto, Benedict Cumberbatch, John Cho, Alice Eve, Bruce Greenwood, Simon Pegg, Zoe Saldaña, Karl Urban, Peter Weller e Anton Yelchin. Roteirizado por Roberto Orci, Alex Kurtzman (Cowboys e Aliens) e Damon Lindelof (Prometheus). Dirigido por JJ Abrams (Super 8).

9,5/10 - "tem um Tigre no cinema"Existe um inegável peso nos ombros de JJ Abrams para a continuação de um filme corajoso, que conseguiu agradar fãs fervorosos da série Star Trek original, e ganhar gente que nunca foi muito fã das histórias de Kirk e companhia – eu incluso. A franquia renovada agora pode explorar tanto histórias novas, como homenagear o universo original. E é o que acontece aqui. Cheio de referências que vão agradar quem assistiu os episódios da TV e os filmes da tripulação clássica, Além da Escuridão tem personagens carismáticos, atuações fantásticas e efeitos técnicos de tirar o fôlego; não esquecendo o lado humano. Num ano em que grandes produções que se mostraram nada além de medianas – se muito – a nova aventura da Enterprise desponta, até o momento, como o melhor blockbuster do ano.

Leia mais

Uma Ladra sem Limites (Identity Thief, 2013, EUA) [Crítica]

"Identity Thief", 2013

Com Jason Bateman, Melissa McCarthy, Jon Favreau, Amanda Peet, John Cho e Robert Patrick; Roteirizado por Craig Mazin (Todo Mundo em Pânico 3) e Jerry Eeten. Dirigido por Seth Rogen (Quero Matar Meu Chefe).

5/10 - "tem um Tigre no cinema"O começo dos anos 2000 trouxe uma série de filmes de gosto duvidoso, exagerando nas piadas envolvendo gases e outros fluidos corporais, o que era apenas um detalhe para adicionar risadas em filmes já engraçados da década de 1980. Produções assim são mais raras hoje em dia, e a nova produção do diretor Seth Rogen e do roteirista Craig Mazin – que escreveu três destes filmes mais sujos – é uma tentativa de fazer uma coisa mais tranquila. Pelo menos em parte, o filme segue um caminho mais familiar e acessível ao grande público. É uma pena que o filme com essência de road movie traga pouco momentos de riso, apesar da cativante atuação da dupla principal.

Leia mais

“Star Trek: Além da Escuridão” – 38 minutos e primeiras impressões [NEWS]

Este que vos escreve foi convidado pela Paramount Pictures do Brasil para um evento que alguns trekkers talvez atirassem na mão esquerda com um phaser para estar. Direto da Bad Robot, o produtor Bryan Burk trouxe uma mensagem gravada do diretor J J Abrams e, surpreendendo a todos, mostrou 38 minutos do novo filme! Isso mesmo: trinta e oito minutos. Foram os 32 minutos iniciais, mais duas cenas de 3 minutos cada.

Burk comentou que o novo filme tem mais cenas em IMAX, e garante que está tudo maior e melhor. Também comentou sobre o 3D que está sendo convertido de um jeito que nunca foi feito antes (como se adiantasse alguma coisa) e que o filme deve funcionar praticamente sozinho. As cenas que vimos não estão finalizadas, faltando ajustar ainda efeitos especiais, design de som e música. Mesmo assim, muito interessante.

Oquei, vamos às primeiras impressões e cuidado que tem SPOILERS a partir daqui. Aviso quando acabar! 🙂

A história começa num abundante planeta de classe M de vegetação espessa e vermelha. O Capitão Kirk (Cris Pine) e Dr “Magro” McCoy (Karl Urban) correm de uma tribo pré-histórica enquanto o Sr Spock (Zachary Quinto) está numa missão suicida: jogar um congelante num vulcão ativo para que o evento não acabe com a vida daquele planeta recém-descoberto. Sulu (John Cho) e Uhura (Zoe Saldana) não conseguem ajudar o companheiro, que aceita o próprio destino. Mas o Capitão da Enterprise não obedece às regras da Frota Estelar, e salva o amigo, mostrando a NCC-1701 à um povo que mal saiu da idade da pedra.

Kirk é punido pela Frota Estelar, e o comando da Enterprise volta para as mãos de Christopher Pike (Bruce Greenwood), e o antigo pupilo se torna seu imediato. Conhecemos o vilão da história, John Harisson (Benedict Cumberbatch) mas seus propósitos e planos ainda são um mistério. A sequencia acaba com Harisson atacando vários capitães de naves estelares que estão reunidos para discutir o ataque do vilão, que era um dos seus.

A cena seguinte mostra a Enterprise em maus bocados, enquanto se aproxima da atmosfera da Terra a ponto de se desintegrar. A cena seguinte pula para alguns minutos à frente, numa luta entre Spock e Harisson. Na fuga, o vilão pula de uma plataforma flutuante para o outro, e Spock vai atrás dele, mas pula no nada até que… bom, isso só saberemos em 14 de junho, quando o filme estreia no Brasil.

[/FIM DOS SPOILERS]

E um visão sem spoilers? Acredito que os trekkers ficarão felizes. Agora fique com uma galeria do filme 😉 “Star Trek: Além da Escuridão“, estreia por aqui em 14 de junho de 2013.

[nggallery id=6]

O Vingador do Futuro (Total Recall, 2012, EUA) [Crítica]

Com Colin Farrell, Kate Beckinsale, Jessica Biel, Bryan Cranston, John Cho e Bill Nighy. Roteirizado por Kurt Wimmer e Mark Bomback. Baseado no conto “Lembramos para você a preço de atacado” de Philip K Dick e no filme de mesmo nome de 1990. Dirigido por Len Wiseman (Anjos da Noite).

Histórias boas valem ser revisitadas. E Philip K Dick vale ser revisitado. Não tinha lido o conto original antes de ver o filme, e quis também me livrar da memória do filme protagonizado por Arnold Schwarzenegger em 1990 para evitar comparações. Mas  a versão dirigida por Len Wiseman, roteirizada por Wimmer e Bomback tem como base o filme anterior, e os roteiristas originais são citado nos créditos do filme. Pois bem. A versão nova é um filme divertido, cheio de ação, e é impossível reclamar dos efeitos especiais, apesar de se mostrarem colagens de filmes como “Blade Runner” (de 1982). Arrisco dizer que a versão 2012 de “O Vingador do Futuro” fica só um pouco abaixo do que a anterior.

Leia mais

Para cima