Postagens Etiquetadas ‘Eric Bana’

Rei Arthur: A Lenda da Espada | Crítica | King Arthur: Legend of the Sword, 2017, EUA-Austrália-Reino Unido

Rei Arthur: A Lenda da Espada é uma abordagem modernizada do clássico, mas bem comum para um filme de ação.

Rei Arthur: A Lenda da Espada (King Arthur: Legend of the Sword) | Crítica

Elenco: Charlie Hunnam, Àstrid Bergès-Frisbey, Djimon Hounsou, Aidan Gillen, Jude Law, Eric Bana | Argumento: David Dobkin, Joby Harold | Roteiro: Guy Ritchie, Lionel Wigram, Joby Harold | Direção: Guy Ritchie (O Agente da U.N.C.L.E.) | Duração: 126 minutos | 3D: Relevante

As lendas arthurianas existem há tanto tempo que Guy Ritchie arriscou e fez o mais famoso rei bretão numa versão totalmente fora do usual. Isso para o personagem, porque Rei Arthur: A Lenda da Espada é um filme de ação e aventura como muitos outros. Para um filme sobre o (lendário) Rei Arthur é realmente diferente. Para o gênero, nem tanto, incluindo o pedido dentro da narrativa que pede uma continuação onde, finalmente, um diretor achou uma maneira de transformar uma das lendas mais conhecidas e épicas do mundo ocidental num blockbuster – o que não quer dizer que seja necessariamente uma boa coisa.

Leia mais

O Grande Herói | Crítica | Lone Survivor, 2014, EUA

Apesar de tendencioso, O Grande Herói é um bom filme de ação e sobrevivência.

Lone Survivor, 2013

Com Mark Wahlberg, Taylor Kitsch, Emile Hirsch, Ben Foster e Eric Bana. Roteirizado por Peter Berg, baseado no livro biográfico escrito por Marcus Luttrell e Patrick Robinson. Dirigido por Peter Berg (Hancock).

8/10 - "tem um Tigre no cinema"Dou o braço à torcer: O Grande Herói é um filme tendencioso ao mostrar cenas reais de treinamento dos SEALS da Marinha dos Estados Unidos – quase apontando o dedo e te chamando de maricas porque não consegue fazer um décimo do que eles conseguem – e glorificando a situação de guerra. Porém, é importante dizer também que esta história baseada em fatos reais é muito boa. Por mais que ele agrade uma grande parcela de estadunidenses, o fato que uma pessoa sozinha superou tantos problemas para contar sua história merece a nossa atenção, ainda que romantizado para se tornar um filme de ação mais tenso.

Leia mais

Te Amarei Para Sempre (The Time Traveler’s Wife, 2009, EUA) [Crítica]

Não se deixe levar pela opção brasileira de açucarar o título, pois com o nome original diz “A Mulher do Viajante do Tempo” é bem mais importante que apenas Te Amarei Para Sempre.

Te Amarei Para Sempre

Com Eric Bana, Rachel McAdams, Ron Livingston e Stephen Tobolowsky. Escrito por Jeremy Leven (Don Juan DeMarco) e Bruce Joel Rubin (Ghost – Do Outro Lado da Vida). Baseado no romance de Audrey Niffenegger. Dirigido por Robert Schwentke (Plano de Voo).

Não se deixe levar pela opção brasileira de açucarar o título. O nome original é “A Mulher do Viajante do Tempo”! Nerds de plantão como eu se levaram pelo título original. Suas namoradas/esposas, pelo título brasileiro (nem em Portugal mexeram no título). Foi um risco da distribuidora, e digo que sempre um filme tem que manter seu título original (talvez ache três exceções). Apesar de ser um filme romântico, o título “A Mulher do viajante do tempo” mantém a importância tanto ao viajante Henry (Bana) e Clare (Rachel). E acredito que original à todos. Enfim. Leia mais

Para cima