Postagens Etiquetadas ‘Michael Madsen’

Os Oito Odiados | Crítica | The Hateful Eight (2015) EUA

Em Os Oito Odiados, Tarantino mostra que a história americana foi escrita a sangue. E que não foi nada bonito.

Os Oito Odiados

Com Samuel L. Jackson, Kurt Russell, Jennifer Jason Leigh, Walton Goggins, Demián Bichir, Tim Roth, Michael Madsen, Bruce Dern. Roteirizado e dirigido por Quentin Tarantino (Cães de Aluguel).

8/10 - "tem um Tigre no cinema"Os Oito Odiados é longo, não economiza película – literalmente, já que a produção foi original concebida em 70mm, apesar de não podermos vê-la assim no Brasil. Por isso acaba sendo contemplativo e até difícil de acompanhar. Porém, é uma produção interessante desde a tipografia usada no título do filme, na épica trilha de Ennio Morricone, no desenvolvimento dos personagens pelos diálogos e no belíssimo contraste do vermelho com o branco. O clima de mistério envolvente nesse faroeste invernal – algo bem incomum no gênero – não é o melhor trabalho do diretor, mas ainda é um bom filme com o já tradicional humor e ação de Quentin Tarantino.

Leia mais

Cães de Aluguel (Reservoir Dogs, 1992, EUA) [Crítica]

Com Harvey Keitel, Tim Roth, Chris Penn, Steve Buscemi, Lawrence Tierney e Michael Madsen. Escrito e dirigido por Quentin Tarantino (Kill Bill).

“Cães de Aluguel” é um filme cheio de ótimos momentos, que não são prejudicados pela falta de linearidade. Quentin Tarantino nos mostra a história desse jeito para que criemos empatia com os personagens. Apesar de criminosos, os cinco senhores das cores estão na jornada do herói, e se fossem mostrados como um bando que planejava roubar jóias, e que na figura do Sr Golde não tinha muito valor para com a vida humana, não seriam os personagens marcantes que são. A introdução mostrando o conhecimento de cultura pop nos mostra que esses criminosos não pensam apenas no que vão fazer. Filosofar sobre esses assuntos é uma quebra do perfil normalmente atribuído à um ladrão em outros filmes de crime, onde a cena introdutória é a revisão do plano de ação. E isso tudo para servir a díspar cena seguinte, com um dos personagens que acabamos de conhecer ensanguentado e chorando desesperadamente pelo medo de morrer.

Leia mais

Para cima