Postagens Etiquetadas ‘Christopher Walken’

Prenda-Me Se For Capaz | TigreCast #171 | Podcast

Podcast sobre Prenda-Me Se For Capaz, um dos filmes mais engraçados do começo do século XXI trazido por Steven Spielberg.

Prenda-Me Se For Capaz | TigreCast #171 | Podcast

Ah, people only know what you tell them, Carl.” – Frank Abagnale, Jr

Finalmente estamos de volta nessa bagunça! Depois de meses de geladeira, voltamos a 2002 e a Steven Spielberg para analisar Prenda-Me Se For Capaz (Catch Me If You Can) com Leonardo DiCaprio, Tom Hanks, Christopher Walken, Martin Sheen e Amy Adams!

Tiago Lira (@tiagoplira), Cliff (@caradosgibis), Marcelo Paradella (@bolapucc) e a estreante Vanessa Oliveira relembram da carreira de Spielberg – que, bem da verdade só tem um filme ruim – e falam dessa comédia biográfica com toques oníricos, muitas risadas, dramas de um personagem que agia como um mágico, distraindo sua plateia. E como homem é um bicho burro.

Leia mais

Reproduzir

Mogli – O Menino Lobo | Crítica | The Jungle Book,2016, EUA

A nova roupagem de Mogli – O Menino Lobo é um deslumbre visual e não se esquece de suas raízes.

Mogli - O Menino Lobo (2016)

Com Neel Sethi, Bill Murray, Ben Kingsley, Idris Elba, Lupita Nyong’o, Scarlett Johansson, Giancarlo Esposito, Christopher Walken. Roteirizado por Justin Marks, baseado na obra de Rudyard Kipling. Dirigido por Jon Favreau (Homem de Ferro).

8/10 - "tem um Tigre no cinema"A história de menino criado por lobos é um tanto universal, vide Rômulo e Remo. E depois de tanto tempo da clássica animação de 1967 – e vamos fazer de conta que o filme de 1994 não existiu – Mogli – O Menino Lobo está de volta mais deslumbrante do que nunca, numa narrativa leve e rápida. Vindo na esteira de outros clássicos animados que foram adaptados ao live action, esse é a primeira produção do estilo que se destaca depois das duas últimas tentativas da Disney. E mantém o espírito infantil com alguns elementos mais sombrios, nem tão pensada para as crianças e nem tão pesada para que elas não possam curtir.

Leia mais

Voando Alto | Crítica | Eddie the Eagle (2016) EUA

Voando Alto (2016)
Com Taron Egerton, Hugh Jackman, Christopher Walken, Jim Broadbent. Roteirizado por Sean Macaulay e Simon Kelton. Dirigido por Dexter Fletcher.

Apesar dos clichês, a aventura Voando Alto é inspiradora e muito divertida.

7/10 - "tem um Tigre no cinema"Às vezes, os elementos mais comuns são os que bastam. Voando Alto tem inúmeras situações que já vimos em outras produções, com clichês indo desde a história inspiradora, superação, o mestre que não parece ser à primeira vista, a luta de classes sociais e alguns exageros na atuação da dupla de protagonistas. Em compensação, é um filme leve e divertido, extremamente bem montado e dirigido e conta com uma contagiante trilha sonora. Gostar ou não da história é uma questão subjetiva e devemos ir além, e entender o porquê de funcionar ou não. Para muitos, será suficiente torcer por alguém com um perfil comum e de fácil identificação. Para os outros, fica a sensação da diversão descompromissada.

Leia mais

Pulp Fiction | TigreCast #106 | Podcast

Podcast sobre Pulp Fiction: Tarantino, small talk, filmes indie, construção de diálogos e violência. Ouve aí!

Pulp Fiction | Podcast

Say ‘what’ again. Say ‘what’ again, I dare you, I double dare you motherfucker, say what one more Goddamn time!” – Jules Winnfield

Quentin Tarantino: produziu pouca coisa até agora. Mas tudo o que ele fez, merece ser discutido. Então, é hora de voltarmos a 1994 para falar de Pulp Fiction: Tempo de Violência (Pulp Fiction), filme que conta no elenco com John Travolta, Samuel L. Jackson, Uma Thurman, Harvey Keitel, Tim Roth, Amanda Plummer, Ving Rhames, Eric Stoltz, Rosanna Arquette, Christopher Walken e Bruce Willis.

No podcast de hoje, Tiago Lira, o Tigre (@otigre1982), Marcelo Zagnoli (@marcelozagnoli) e Matheus Des (@matheusdes) conversam sobre 1994, o que esses atores já fizeram, small talk, filmes indie, construção de diálogos e, claro, violência e o que Tarantino quis dizer com ela.

Leia mais

Reproduzir

Jersey Boys: Em Busca da Música | Crítica | Jersey Boys, EUA, 2014

Jersey Boys, 2014

Com John Lloyd Young, Erich Bergen, Michael Lomenda, Vincent Piazza e Christopher Walken. Roteirizado por Marshall Brickman e Rick Elice (baseado na própria peça da Broadway). Dirigido por Clint Eastwood (Curvas da Vida).

6/10 - "tem um Tigre no cinema"Jersey Boys: Em Busca da Música é um filme direcionado à um nicho, os fãs dos Four Seasons e daquele estilo musical influenciado por Frank Sinatra. As músicas que são tocadas ao longo do filme com certeza emocionaram alguns, mas a narrativa em si não deslancha. Isso não quer a história verdadeira tenha sido desse jeito, mas assim foi apresentada na tela. Para quem viveu a época, servirá para relembrar os momentos enquanto encara uma história desinteressante.

Leia mais

Para cima