Postagens Etiquetadas ‘Sam Worthington’

Até o Último Homem | Crítica | Hacksaw Ridge, 2016, EUA-Austrália

Até o Último Homem passeia entre os clássicos filmes de guerra e reafirma a fé do diretor.

Até o Último Homem (2016)

Elenco: Andrew Garfield, Sam Worthington, Luke Bracey, Teresa Palmer, Hugo Weaving, Rachel Griffiths, Vince Vaughn | Roteiro: Andrew Knight, Robert Schenkkan | Direção: Mel Gibson (Coração Valente) | Duração: 139 minutos

Dependendo da sua visão de mundo, Até o Último Homem vai chamar atenção por motivos diferentes. Para quem é fã dos clássicos filmes de Guerra ou àqueles que buscam uma resposta espiritual no meio do caos, o diretor Mel Gibson, felizmente, consegue equilibrar esses motivos sem deixar que um se sobreponha ao outro – mas não tem receio em expressar a sua fé através da nova produção. Com três atos bem definidos, o diretor mostra o caminho de alguém contra a maré e o senso comum que não precisa ser aplicado necessariamente num viés religioso, o que é inspirador para qualquer um que acredite que pode fazer a diferença em seus próprios termos.

Leia mais

Evereste | Crítica | Everest, 2015, EUA-Reino Unido-Islândia

O drama Evereste foca mais no seu grande protagonista do que no drama dos personagens humanos, mostrando um filme com muito potencial. Porém, desperdiçado.

Everest, 2015

Com Jason Clarke, Josh Brolin, John Hawkes, Robin Wright, Emily Watson, Keira Knightley, Sam Worthington, Jake Gyllenhaal. Roteirizado por William Nicholson (Os Miseráveis) e Simon Beaufoy (Jogos Vorazes: Em Chamas). Dirigido por Baltasar Kormákur (Dose Dupla).

6/10 - "tem um Tigre no cinema"A coisa mais impressionante em Evereste é o seu protagonista. Esqueçam as caras famosas que incham o elenco, e pensem mais na imponente montanha que dá nome ao filme. Carregado de um peso monstruoso, o Evereste pode ser visto como um inimigo a ser vencido ou uma força a ser respeitada, como o diretor Baltasar Kormákur mostra na panorâmica que abre o filme depois de uma curta introdução do inferno gelado que os personagens humanos estão passando. Apesar disso, há inúmeros problemas na produção, que fica mais tempo na memória por suas paisagens impressionantes do que o drama pessoal dos escaladores em si.

Leia mais

Jogada de Mestre | Crítica | Kidnapping Freddy Heineken, 2015, Reino Unido-Holanda

Kidnapping Freddy Heineken, 2015

Com Anthony Hopkins, Sam Worthington, Jim Sturgess, Ryan Kwanten, Jemima West, Thomas Cocquerel e Mark van Eeuwen. Roteirizado por William Brookfield, baseado no livro de Peter R. de Vries. Dirigido por Daniel Alfredson (A Menina Que Brincava Com Fogo).

4/10 - "tem um Tigre no cinema"Considerando que a indústria cinematográfica lança centenas de filmes no ano, e nem estou falando apenas de Hollywood, é mais do que comum nos depararmos com produções com um elenco de peso, mas que cairão no esquecimento rapidamente. Jogada de Mestre é um belo exemplo disso: traz um ator veterano, outro que fez um sucesso monstruoso no começo da década passada e que caiu no ostracismo, e um bom diretor que está fora do eixo das megaproduções, mas que não consegue passar do comum. Ao se estudar no futuro o ano de 2015, olharemos para trás só pra constar que esse é um ano com muitos desses exemplos esquecíveis.

Sinopse oficial

“Um grupo de sequestradores bola o seu plano mais ambicioso: sequestrar Freddy Heineken, empresário bilionário do ramo de cervejas. O filme acompanha passo a passo do incidente, desde a primeira ideia até o cativeiro, e finalmente à derrota dos sequestradores. A história, baseada em fatos, resultou no maior valor já pago pelo resgate de uma única pessoa.”

Leia mais

Para cima