Postagens Etiquetadas ‘Robert De Niro’

Um Senhor Estagiário | Crítica | The Intern, 2015, EUA

Um Senhor Estagiário é um filme leve e muito divertido com presenças marcantes de Robert de Niro e Anne Hathaway e direção de Nancy Meyers.

Um Senhor Estagiário

Com Robert De Niro, Anne Hathaway, Rene Russo, Adam DeVine, Zack Pearlman, Andrew Rannells e Anders Holm. Roteirizado e dirigido por Nancy Meyers (Alguém Tem Que Ceder)

8/10 - "tem um Tigre no cinema"Há um conceito errado e até bem difundido sobre desligar o cérebro pra assistir certos filmes – tema discutido na edição 24 do nosso podcast –, uma falácia que não deve ser aplicada nem mesmo em filmes leves e simpáticos como é o caso de Um Senhor Estagiário. É uma produção que não ofende ninguém e é feito para qualquer pessoa, como podemos ver pela fotografia bem iluminada e na razão de aspecto 16:9, o widescreen dos modelos de TV atuais. De vez em quando é bom se deixar levar sem precisar pensar em conflitos, o que é bem diferente de desligar alguma parte sua que não se pode. Mas não dispense essa comédia pois, no fundo, ela tem um quê de representatividade.

Leia mais

Taxi Driver | TigreCast #101 | Podcast

Podcast sobre Taxi Driver (1976), a primeira parceria de Martin Scorsese e Robert De Niro no cinema. “You talkin’ to me? You talkin’ to me?”

Taxi Driver | TigreCast 101

Loneliness has followed me my whole life, everywhere. In bars, in cars, sidewalks, stores, everywhere. There’s no escape. I’m God’s lonely man. ” – Travis Bickle

Depois de algum tempo, voltamos aos anos 1970, aos filmes de vigilante e a Martin Scorsese para falar de seu primeiro filme hollywoodiano. Hoje é dia de discutirmos Taxi Driver (1976), a primeira colaboração do diretor com Robert De Niro, que ainda tem no elenco Jodie Foster, Cybill Shepherd, Peter Boyle e Harvey Keitel.

Tiago Lira, o Tigre (@otigre1982), Marcelo Zagnoli (@marcelozagnoli) e Matheus Des (@matheusdes) revisitam a carreira dos atores e atrizes, comentam porque a censura do filme é tão alta, a música de Bernard Herrmann e as cenas mais icônicas do filme desse filme que fala mais do que solidão, mas da patologia da solidão.

Como de costume: spoilers liberados!

Leia mais

Reproduzir

Os Bons Companheiros | TigreCast #86 | Podcast

Podcast sobre Os Bons Companheiros (1990),dirigido por Martin Scorsese e com Robert De Niro, Joe Pesci e Ray Liotta no elenco.

Os Bons Companheiros | TugreCast #86 | Podcast

For as long as I can remember I always wanted to be a gangster” – Henry Hill

Um dos filmes citados no episódio anterior! Um pecado cinematográfico sanado! Tiago Lira, o Tigre (@otigre1982), e os convidados Cliff (Plano Nove) e Marcelo Paradella (Filmes e Games) vão para as ruas de Nova York para conversar sobre Os Bons Companheiros (Goodfellas, Dir Martin Scorsese, 1990), filme de máfia com Robert De Niro, Ray Liotta e Joe Pesci.

Voltamos aos anos 1990, falando de suas produções, e arranhamos a carreira de Scorsese. Falamos do elenco,do fascínio dos EUA com histórias da máfia,que vem desde antes dos anos 1930, e discutimos detalhes dessa violenta produção.

E não se esqueçam que os spoilers estão liberados!

Leia mais

Reproduzir

Profissão de Risco | Crítica | The Bag Man, 2014, EUA-Bahamas

Profissão de Risco é uma pobre homenagem ao gênero noir, apesar da grande surpresa que fica escondida quase o tempo todo.

The Bag Man, 2014

Com John Cusack, Rebecca Da Costa, Robert De Niro, Crispin Glover e Dominic Purcell. Roteirizado por David Grovic e Paul Conway. Baseado na história de Marie-Louise von Franz. Dirigido por David Grovic.

2/10 - "tem um Tigre no cinema"A jornada é importante, sem dúvida. Mas de que adianta se o pouco aprendido for destruído no fim? Pois isso que Profissão de Risco faz ao homenagear o esquecido estilo noir, que tem momentos interessantes. Mas tudo se perde no terceiro ato e no desnecessário epílogo, parecendo uma exigência insana do estúdio ou de um produtor. Seja lá de quem for a culpa, transformou a produção num dos filmes mais sem propósito dos últimos tempos.

Leia mais

RapaduraCast 354 – Capitão Phillips, Como Não Perder Essa Mulher e Última Viagem a Vegas [#NEWS]

null

O Rapaduracast está entre os podcast que acompanho faz tempo. Passou tempo, criei meu blog com críticas, meu próprio cast e nunca deixei de ouvi-los. Eis que o Jurandir Filho me chamou para participar de um cast com ele e o Thiago Siqueira. Dando pulos de alegria aqui 😉 Por isso, ouçam!

Bora ouvir o #rapaduracast sobre Capitão Phillips, Como Não Perder essa Mulher (Don Jon) e Última Viagem a Vegas (SEM SPOILERS) http://cinemacomrapadura.com.br/rapaduracast-podcast/314033/rapaduracast-354-capitao-phillips-como-nao-perder-essa-mulher-e-ultima-viagem-a-vegas/
Reproduzir

O Lado Bom da Vida | Crítica | Silver Linings Playbook, 2012, EUA

O Lado Bom da Vida foges do tratamento clichê da relação entre amor e da paixão como loucura, mas existem outros esteriótipos na trama.

"Silver Linings Playbook", 2012Com Bradley Cooper, Jennifer Lawrence, Robert De Niro, Jacki Weaver, Chris Tucker e Anupam Kher. Baseado no romance de Matthew Quick. Roteirizado e dirigido por David O Russell (O Vencedor).

7,5 - "tem um Tigre no cinema"O Lado Bom da Vida seria um filme fraco se apenas tratasse do amor e da paixão como loucura. Apesar de a devoção do personagem principal pela esposa, o filme tenta mostrar um pouco de como pode ser a convivência com alguém que tenha transtorno bipolar. Mesmo se aprofundando mais na romance do que no distúrbio, que seria uma opção dramaticamente interessante, o filme não é uma perda de tempo e assume seu papel de romance de um modo correto. Nesse ponto de vista, é uma história que começa de um jeito não usual, para terminar do jeito esperado. Mas o diretor consegue criar grande empatia com os personagens que nos faz querer esse final, por mais piegas que seja.

Leia mais

Sem Limites | Crítica | Limitless, 2011, EUA

Sem Limites é divertido e inteligente até um certo ponto.

Com Bradley Cooper, Abbie Cornish e Robert De Niro. Escrito por Leslie Dixon, baseado no livro de Alan Glynn. Dirigido por Neil Burger (O Ilusionista).

“Sem Limites” é um filme competente dentro de sua proposta. É inteligente e divertido até certo ponto. Com jogadas interessantes de câmeras, luzes e cores, o filme consegue chamar a atenção, mas não torna o filme um primor. Leia mais

Para cima