Postagens Etiquetadas ‘Stanley Tucci’

A Bela e a Fera | Crítica | Beauty and the Beast, 2017, EUA

A adaptação da versão animada de A Bela e a Fera para o live action é tão deslumbrante quanto o original.

A Bela e a Fera (2017)

Elenco: Emma Watson, Dan Stevens, Luke Evans, Kevin Kline, Josh Gad, Ewan McGregor, Stanley Tucci, Audra McDonald, Gugu Mbatha-Raw, Ian McKellen, Emma Thompson | Roteiro: Stephen Chbosky, Evan Spiliotopoulos | Baseado em: A Bela e Fera – Disney e A Bela e Fera (Jeanne-Marie Leprince de Beaumont) | Direção: Bill Condon (A Saga Crepúsculo: Amanhecer).

Percebendo que seria impossível desassociar um evento de outro, a versão com atores e atrizes de A Bela e a Fera abraça a nostalgia ao manter músicas e personagens, mas usa o tempo maior de projeção, cerca de 30 minutos a mais que o original, para expandir a história que já conhecemos. Entre se arrepiar com as músicas que fizeram o desenho de 1991 se tornar amado e algumas poucas atualizações, entre figuras e músicas, a produção marca pelo deslumbre visual, figuras de fácil identificação e temas universalmente conhecidos, a nova versão é tão boa quanto a clássica e está pronta para encontrar novos apreciadores.

Leia mais

Spotlight: Segredos Revelados | Crítica | Spotlight (2015) EUA

Spotlight

Com Mark Ruffalo, Michael Keaton, Rachel McAdams, Liev Schreiber, John Slattery e Stanley Tucci. Roteirizado por Tom McCarthy e Josh Singer. Dirigido por Tom McCarthy.

Se o jornalismo está morto, eis uma chance de aprender como ressuscitá-lo.

9/10 - "tem um Tigre no cinema"Umas das primeiras declarações em Spotlight: Segredos Revelados mostra o aspecto geral de como as coisas funcionam contra uma instituição tão poderosa quanto a Igreja Católica. Um policial pergunta ao outro que denúncia poderia existir contra um clérigo. Há um pulo de 30 anos. Quantos choros e ranger de dentes marcaram essas décadas? O filme investigativo e um tanto longo de Tom McCarthy vem num momento interessante da profissão, onde qualquer assunto é definido pelas chamadas e listas que conseguem o nosso clique por meio do sensacionalismo. É uma lição de como podemos e devemos fazer mais.

Leia mais

Jogos Vorazes: A Esperança – O Final | Crítica | The Hunger Games: Mockingjay – Part 2

The Hunger Games: Mockingjay – Part 2, 2015

Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Elizabeth Banks, Julianne Moore, Philip Seymour Hoffman, Jeffrey Wright, Sam Claflin, Jena Malone, Stanley Tucci e Donald Sutherland. Roteirizado por Danny Strong e Peter Craig, baseado na obra de Suzanne Collins. Dirigido por Francis Lawrence.

6/10 - "tem um Tigre no cinema"Parte do que esperava se concretizou em Jogos Vorazes: A Esperança – O Final, ficando bem claro que a conclusão da saga não precisava ser contada em quase cinco horas de filme. A segunda parte tem problemas de ritmo, conceito e se acovarda no desfecho indo no caminho contrário que um futuro distópico representa. Poderia haver mais conflitos internos entre os personagens e maiores discussões sobre como o poder funciona. Ainda que tudo isso não torne a produção decepcionante, fica uma sensação de algo incompleto. Se juntarmos as duas partes em uma só o final da história que agradou tanto lá no começo termina de maneira pouco satisfatória, indo muito mais para o rótulo jovem do que ao adulto.

Leia mais

Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 | Crítica | The Hunger Games: Mockingjay – Part 1, 2014, EUA

The Hunger Games: Mockingjay – Part 1

 

Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Elizabeth Banks, Julianne Moore, Philip Seymour Hoffman, Jeffrey Wright, Stanley Tucci e Donald Sutherland. Roteirizado por Danny Strong e Peter Craig, baseados na obra de Suzanne Collins. Dirigido por Francis Lawrence (Jogos Vorazes: Em Chamas).

8/10 - "tem um Tigre no cinema"No TigreCast 64 comentei com a equipe sobre coisas que nos irritam na indústria cinematográfica. Esqueci-me de falar sobre a busca pelo lucro indiscriminado quando esticam filmes além da conta. É assim com a trilogia O Hobbit, Crepúsculo, será assim com Divergente, e é assim com Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1, uma série que conquistou a mim, alguém que não leu os livros, apenas pela competência apresentada nos primeiros filmes. Depois de pouco mais de duas horas, percebe-se que história de 390 páginas poderia muito bem ser adaptada em um filme só de 150 minutos. Porém, a direção é concisa, juntamente com a direção de arte, fotografia, efeitos visuais e atuações, ainda que o filme se arraste por momentos que não precisava. É uma experiência boa, mas que poderia ser muito melhor.

Leia mais

Transformers: A Era da Extinção | Crítica | Transformers: Age of Extinction, 2014, EUA

Transformers: Age of Extinction

Com Mark Wahlberg, Stanley Tucci, Kelsey Grammer, Nicola Peltz, Jack Reynor, Li Bingbing, Titus Welliver, Peter Cullen, Mark Ryan, John Goodman, Ken Watanabe e Frank Welker. Roteirizado por Ehren Kruger. Baseado nos personagens da Hasbro. Dirigido por Michael Bay (Transformers: O Lado Oculto da Lua).

3/10 - "tem um Tigre no cinema"É preciso deixar uma coisa bem clara. Não importa o que eu ou outra infinidade de críticos digamos. Transformers: A Era da Extinção é Michal Bay sendo mais uma vez Michael Bay. Se for isso que você busca, irá se divertir muito. Mas está claro que essa cinesserie precisa de um descanso, sem plots gigantescos que não se fecham e sempre pedindo uma continuação. É triste, mas nem tudo por ser salvo por um robô gigante montando um dinossauro robô gigante. Por mais incrível que isso soe.

Leia mais

Jogos Vorazes: Em Chamas | Crítica | The Hunger Games: Catching Fire, 2013, EUA

Jogos-Vorazes_2_Em-Chamas-post

Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Elizabeth Banks, Lenny Kravitz, Philip Seymour Hoffman, Stanley Tucci e Donald Sutherland. Roteirizado por Simon Beaufoy (127 Horas) e Michael Arndt (Toy Story 3), baseado na obra de Suzanne Collins. Dirigido por Francis Lawrence (Constantine).

9/10 - "tem um Tigre no cinema"Existe um amadurecimento em “Jogos Vorazes: Em Chamas” em relação ao anterior, assim como a passagem da vida adolescente – ainda que conturbada – para a mais adulta. Contando com uma história e personagens cativantes, o filme dirigido por Francis Lawrence é cheio de ritmo, e em nenhum momento das mais de 2 horas de projeção se torna maçante. Além de empolgante, transpassa problemas que acometem quem não é fã dos livros de Suzane Collins, funcionando sem a necessidade de buscar a obra original. E, no fim, é melhor que seu predecessor.

Leia mais

Percy Jackson e o Mar de Monstros (Percy Jackson: Sea of Monsters, 2013, EUA) [Crítica]

"Percy Jackson: Sea of Monsters", 2013

Com Logan Lerman, Brandon T. Jackson, Alexandra Daddario, Leven Rambin, Jake Abel, Stanley Tucci, Nathan Fillion. Roteirizado por Marc Guggenheim (Lanterna Verde), baseado na obra de Rick Riordan. Dirigido por Thor Freudenthal (Diário de um Banana).

4/10 - "tem um Tigre no cinema"A busca pela nova franquia dita para jovens adultos continua. Três anos depois da primeira adaptação – de um total de cinco livros – Percy Jackson volta aos cinemas numa continuação nada empolgante. O filme é praticamente um desastre, faltando ritmo, diálogos, e com o grupo de personagens desinteressantes ao extremo. Além de serem péssimos alunos. Isso porque apesar de estarem imersos na cultura da mitologia grega, parecem não conhecer a própria história. O que se vê na tela é uma tentativa desesperada de americanizar Harry Potter, ainda que as histórias do bruxo inglês não sejam exatamente originais.

Leia mais

Jack – O Caçador de Gigantes (Jack the Giant Slayer, 2013, EUA) [Crítica]

"Jack the Giant Slayer", 2013

Com Nicholas Hoult, Eleanor Tomlinson, Stanley Tucci, Ian McShane, Bill Nighy e Ewan McGregor. Roteirizado por Darren Lemke, Christopher McQuarrie e Dan Studney. Dirigido por Bryan Singer.

4/10 - "tem um Tigre no cinema"Podemos dizer que não é de se esperar muito de contas de fada. Eles serviam de lição de moral aos mais novos, desde não confie em estranhos, ou quando o coração é puro, tudo é possível. Mas “João e o Pé de Feijão” é diferente, pois se trata de aventura pura  ̶  e João é personagem bem sacana, já que ele roubou e matou o gigante, se você não levar em conta versão moralizada de Benjamim Tabart. E a produção multimilionária “Jack – O Caçador de Gigantes” tenta mimetizar esse espírito: um personagem aventureiro, que enfrenta medos e inimigos impossíveis. Infelizmente, o filme não é ao menos divertido, e serve apenas como entretenimento infantil. Seus personagens maniqueístas não levam à qualquer tipo de reflexão, atuações fracas, e um roteiro lento tornam a experiência tediosa e cansativa.

Leia mais

Jogos Vorazes (The Hunger Games, 2012, EUA) [Crítica]

Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Elizabeth Banks, Lenny Kravitz, Stanley Tucci e Donald Sutherland. Roteiro de Gary Ross, Suzanne Collins e Billy Ray, baseado no romance de Suzanne Collins. Dirigido por Gary Ross (Pleasantville – A Vida em Preto e Branco).

“Jogos Vorazes” é, em princípio, uma crítica aos reality shows e a seus espectadores que aceitam continuar dando audiência ao programa seja lá a barbaridade que ocorra na nossa tela, apesar de podermos interpretar outros temas. Mas a futilidade parece ser a base da crítica, passando pelo absurdo de assassinatos ao vivo terem audiência e a solução um tanto inverossímil da capital de punir os outros distritos. A primeira visita aos 12 distritos distópicos de Panem foi agradável. A história é interessante, com referências aos gladiadores, a glória de Roma em comparação com A Capital e a própria história dos EUA. Mas a falta de explicação de alguns dos temas que envolvem o universo e outros aspectos técnicos fizeram que o filme não fosse ótimo.

Leia mais

Para cima