Postagens Etiquetadas ‘remake’

Meu Amigo, o Dragão | Crítica | Pete’s Dragon, 2016, EUA

Meu Amigo, o Dragão (2016)

Elenco: Bryce Dallas Howard, Oakes Fegley, Wes Bentley, Karl Urban, Oona Laurence, Isiah Whitlock, Jr., Robert Redford | Roteiro: David Lowery, Toby Halbrooks | Baseado em: Meu Amigo, o Dragão (1977, Dir Don Chaffey) | Direção: David Lowery

Remake dos anos 1970, Meu Amigo, o Dragão diverte os mais novos, mas é bem óbvio e extremamente conservador.

6/10 - "tem um Tigre no cinema"Meu Amigo, o Dragão é focado exclusivamente na audiência infantil. Analisando por esse lado, funciona no desenvolvimento básico e um tanto óbvio. Há uma segunda camada, que os mais novos provavelmente não perceberam, uma mensagem ecológica e contra a cultura da caça desportiva tão comum em variadas partes dos Estados Unidos. O filme passa mais despercebido nessa onda de remakes que a Disney tem trazido para reapresentar suas obras mais famosas ao novo público. Mas é uma narrativa leve, dinâmica e agradável de ser assistida. Apesar de que, quando nós comparamos com outras investidas recentes, é a mais conservadora até agora.

Leia mais

Os Bons Remakes | TigreCast #150 | Podcast


Os Bons Remakes | TigreCast 150 | Podcast

Nesse podcast, Tiago Lira (@tiagoplira), Marcelo Paradella (@bolapucc) e Matheus Des (@matheusdes) discutem a diferença entre remakes e reboots e recomendam os bons exemplos da safra – não necessariamente melhores que os originais; apenas que sejam boas pedidas.

Sejam bem-vindos ao TigreCast!

Leia mais

Reproduzir

Star Trek | TigreCast #148 | Podcast


STar Trek | TigreCast #148 | Podcast

I like this ship! You know, it’s exciting!” – Scooty

Na crista do lançamento de Star Trek: Sem Fronteiras, voltamos a 2009 para discutir o filme que recomeçou tudo: Star Trek, dirigido por J.J. Abrams, contando no elenco com Chris Pine, Zachary Quinto, Simon Pegg, Eric Bana, Karl Urban, Zoe Saldana e os ausentes e Anton Yelchin e Leonard Nimoy.

Nesse podcast, Tiago Lira (@tiagoplira), Marcelo Paradella (@bolapucc) e Marcelo Zagnoli (@marcelozagnoli) falam da relação de Sam Raimi e Michael Bay com os roteiristas Roberto Orci e Alex Kurtzman, do legado de Gene Roddenberry e se é ou não é Star Trek. E você, acha que esse é um reboot ou um remake?

Sejam bem-vindos ao TigreCast!

Leia mais

Reproduzir

Martyrs | Crítica | Martyrs (2016) EUA

Martyrs (2016)

Com Troian Bellisario, Bailey Noble e Kate Burton. Roteirizado por Mark L. Smith, baseado no roteiro de Pascal Laugier. Dirigido por Kevin Goetz e Michael Goetz.

O remake d Martyrs tem bons pontos, mas peca por tentar explicar demais e pela pieguice.

5/10 - "tem um Tigre no cinema"Por se tratar de uma experiência repetida, o remake de Martyrs deve ser encarado com mais cissura, principalmente para quem não tenha visto a versão original – que o caso de quem vos escreve. Algumas informações dão conta que a produção foi feita quase quadro a quadro com o original franco-canadense e, com alguma experiência, sabemos que esse tipo de abordagem costuma não funcionar. Mesmo assim, o filme é tenso no prólogo, conta com uma virada interessante nas ações da protagonista e tem tudo para agradar os fãs do horror que gostam do estilo gore que tem dominado o estilo. Porém merecia uma abordagem mais dúbia, algo que é indicado apenas no início, invés de entregar tão cedo à realidade.

Leia mais

O Exterminador do Futuro: Gênesis | Crítica | Terminator Genisys, 2015, EUA

Terminator Genisys, 2015

Com Arnold Schwarzenegger, Jason Clarke, Emilia Clarke, Jai Courtney, Lee Byung-hun e J. K. Simmons. Roteirizado por Laeta Kalogridis (Ilha do Medo) e Patrick Lussier. Dirigido por Alan Taylor (Thor: Mundo Sombrio).

6/10 - "tem um Tigre no cinema"O novo Exterminador é um filme difícil por vários motivos. Primeiro, ele leva o termo reboot ao extremo, apagando praticamente tudo que aprendemos a gostar no clássico de 1984 e a continuação de 1991 – o que não é ruim; na verdade, é o melhor conceito apresentado. Segundo, Kalogridis e Lussier se aventuram muito nos campos da ficção científica mais teórica, momentos que precisam ser traduzidos constantemente pelo T-800. O Exterminador do Futuro: Gênesis vem na mesma esteira dos últimos reboots e remakes que já estão no seu décimo ano, pelo menos, e é uma produção que não chega a ser impressionante, tampouco uma decepção.

Sinopse oficial

No longa, John Connor (Jason Clarke), líder da resistência humana, envia o Sargento Kyle Reese (Jai Courtney) de volta para 1984 para proteger Sarah Connor (Emilia Clarke) e salvaguardar o futuro, mas uma mudança inesperada nos acontecimentos cria uma linha do tempo fragmentada. Agora, o Sargento Reese está em uma nova e desconhecida versão do passado, onde ele encontra aliados improváveis, incluindo o Guardião (Arnold Schwarzenegger), novos e perigosos inimigos e uma missão inesperada: redefinir o futuro”.

Leia mais

Poltergeist: O Fenômeno | Crítica | Poltergeist, 2015, EUA

Poltergeist, 2015

Com Sam Rockwell, Rosemarie DeWitt, Jared Harris, Jane Adams, Saxon Sharbino, Kyle Catlett e Kennedi Clements. Roteirizado por David Lindsay-Abaire, baseado no original de Steven Spielberg, Michael Grais e Mark Victor. Dirigido por Gil Kenan (A Casa Monstro).

5/10 - "tem um Tigre no cinema"Remakes existem desde que Hollywood é Hollywood. É um método que você pode considerar honesto ou não, mas que também pode se tornar uma porta de entrada para que o público visite – ou revisite – um clássico. E o que Poltergeist: O Fenômeno traz é medo: e não medo de fantasmas ou cemitérios amaldiçoados, mas um grande receio de fazer o retorno ao filme de Tobe Hopper. Ainda que essa sensação com o original esteja errada para alguém que não o vê a anos, a versão atual é competente em vários aspectos, porém falha na principal que é assustar o espectador.

Sinopse oficial

O lendário cineasta Sam Raimi e o diretor Gil Kenan contemporizam o clássico sobre a família que vive em uma casa assombrada por forças malignas. Quando as terríveis aparições se tornam mais frequentes e a filha mais nova é capturada, a família deve se unir para resgatá-la antes que ela desapareça para sempre”.

Leia mais

RoboCop (2014) | TigreCast #40 | Podcast

tigrecast040
Bem-vindos à edição 40 do TigreCast, o podcast de cinema do “tem um Tigre no cinema”! Se você perdeu a transmissão pelo Portal São Paulo Digital, pode conferir aqui. E você pode ouvir as edições anteriores em http://umtigrenocinema.com/tigrecast

Passado o hype, críticas positivas e negativas, vamos discutir o que há de bom e de ruim em RoboCop na visão de José Padilha. Tiago, o Tigre (@otigre1982), Diego Pereira (@diegoapereira) e Matheus Souza (@matheusdes) fizeram comparações e deram algumas risadas sobre assunto.

play aqui embaixo, ó:

Ou clique AQUI com o botão direito do mouse e escolha “Salvar destino/link como…”

[papo cinéfilo]
• Resultado dos Oscars 2014

[momento musical]
Hocus PocusFocus (da trilha sonora de Robocop)

[leia também]
RoboCop (2014) | Crítica

[críticas, comentários e voadoras no baço]
• email: contato@umtigrenocinema.com
• twitter: @tigrenocinema
• facebook: http://www.facebook.com/umtigrenocinema
• FEED: assine aqui

Volte para a HOME

Reproduzir

A Morte do Demônio (Evil Dead, 2013, EUA) [Crítica]

"Evil Dead" 2013

Com Jane Levy, Shiloh Fernandez, Lou Taylor Pucci, Jessica Lucas e Elizabeth Blackmore. Roterizado por Fede Alvarez e Rodo Sayagues, baseado no original de Sam Raimi. Dirigido por Fede Alvarez.

5/10 - "tem um Tigre no cinema"Existe uma previsibilidade irritante em todos os quadros do remake “A Morte do Demônio”. Fede “piada pronta” Alvarez sabe fazer cinema. As melhores parte do filme estão no seu jeito acadêmico de fazer as coisas e no trabalho que não usou efeitos especiais de computador. É notório que o diretor compreende a linguagem cinematográfica e sabe aplicá-la. Mas é só isso. O filme tem uma bela capa, mas o resultado é uma história que não diverte, oca e decepcionante.

Leia mais

Evil Dead: Veja a primeira foto do remake em alta qualidade! [News #018]

Você deve ter visto essa imagem por sites e blogs, numa qualidade baixa e com marca d’agua… pois bem, eis a personagem Mia (Jane Levy) devidamente possuída pelos demônios liberados pela leitura do Necronomicon.

O remake de Evil Dead tem na direção Fede Alvarez em seu primeiro longa-metragem. O roteiro é assinado por Diablo Cody (de “Juno”) e tem no elenco Jane Levy (da série “Suburgatory”) como Mia; Shiloh Fernandez (“A Garota da Capa Vermelha”) como David; Lou Taylor Pucci (“Vírus”) como Eric; Jessica Lucas (“Cloverfield – Monstro”) como Olivia e Elizabeth Blackmore (da série “Legend of the Seeker”) como Natalie.

O filme estreia no Brasil em 19 de abril de 2013! Quem tá na expectativa?

Anjos da Lei (21 Jump Street, 2012, EUA) [Crítica]

Com Jonah Hill, Channing Tatum, Brie Larson, Dave Franco, Ellie Kemper, Rob Riggle e Ice Cube. Argumento de Jonah Hill e Michael Bacall. Roteiro de Michael Bacall (Scott Pilgrim contra o Mundo). Dirigido por Phil Lord e Chris Miller (Tá Chovendo Hamburguer).

Eu não assistia a série oitentista “Anjos da Lei”, mas lembro da dose policial e dramática. Também não vi sinopse ou trailers dessa adaptação para as telas de cinema. E que grata surpresa foi ver que os responsáveis pegaram o próprio conceito saturado de remakes/reboots e brincaram com isso, subvertendo totalmente a ideia original ao transformá-la em em uma comédia. E que comédia! O filme distorce vários clichês dos filmes policiais e de ação, com o fato dele mesmo ser uma “ideia reciclada dos anos 80” e com vários contrastes de não-coincidência da música com o que vemos na tela. Os diretores são competentes no uso de cores e do som e de alguns outros detalhes. É exagerado em algumas partes, com piadas no estilo “American Pie”, com balls e dicks, mas não deixa de ser divertido. Só não leve as crianças. E se você era fã da série original, venha desarmado do que te fazia gostar dela. Os elementos da série não estão no filme. Quero dizer, quase.

Leia mais

Para cima