Postagens Etiquetadas ‘Philip Seymour Hoffman’

O Grande Lebowski | TigreCast #133 | Podcast

Vamos viajar junto do Cara até 1998 e conhecer um pouco melhor O Grande Lebowski dos Irmãos Coen nesse podcast? Oh, Dude…


O Grande Lebowski | TigreCast 133 | Podcast

Yeah, well. The Dude abides.” – The Dude

Cara… oh, Cara… Tem tanta loucura aqui hoje, tanto flower power, Jesus, boliche, arte vaginal, drogas… e O Cara! Vamos relaxar um pouco com um white russian e discutir O Grande Lebowski (The Big Lebowski, 1998), dirigido por Joel Coen e Ethan Coen e contando no elenco com Jeff Bridges, John Goodman, Julianne Moore, Steve Buscemi, Tara Reid e o já saudoso Philip Seymour Hoffman.

Tiago Lira, o Tigre (@otigre1982), Marcelo Paradella (@bolapucc) e Matheus Des (@matheusdes fazem uma viagem até 1998 e na filmografia dos até agora impecáveis irmãos Coen. Relembram também a carreira do elenco, pescam referências e dão risadas, muitas risadas.

Leia mais

Reproduzir

Jogos Vorazes: A Esperança – O Final | Crítica | The Hunger Games: Mockingjay – Part 2, 2015, EUA

Jogos Vorazes: A Esperança – O Final é um eficiente filme de ação, mas que poderia ser condensado em apenas uma parte.

Jogos Vorazes: A Esperança - O Final

Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Elizabeth Banks, Julianne Moore, Philip Seymour Hoffman, Jeffrey Wright, Sam Claflin, Jena Malone, Stanley Tucci e Donald Sutherland. Roteirizado por Danny Strong e Peter Craig, baseado na obra de Suzanne Collins. Dirigido por Francis Lawrence.

6/10 - "tem um Tigre no cinema"Parte do que esperava se concretizou em Jogos Vorazes: A Esperança – O Final, ficando bem claro que a conclusão da saga não precisava ser contada em quase cinco horas de filme. A segunda parte tem problemas de ritmo, conceito e se acovarda no desfecho indo no caminho contrário que um futuro distópico representa. Poderia haver mais conflitos internos entre os personagens e maiores discussões sobre como o poder funciona. Ainda que tudo isso não torne a produção decepcionante, fica uma sensação de algo incompleto. Se juntarmos as duas partes em uma só o final da história que agradou tanto lá no começo termina de maneira pouco satisfatória, indo muito mais para o rótulo jovem do que ao adulto.

Leia mais

Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 | Crítica | The Hunger Games: Mockingjay – Part 1, 2014, EUA

Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1. Uma ótima experiência, mas fica claro que a aventura não precisa ser dividida em duas partes.

The Hunger Games: Mockingjay – Part 1

Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Elizabeth Banks, Julianne Moore, Philip Seymour Hoffman, Jeffrey Wright, Stanley Tucci e Donald Sutherland. Roteirizado por Danny Strong e Peter Craig, baseados na obra de Suzanne Collins. Dirigido por Francis Lawrence (Jogos Vorazes: Em Chamas).

8/10 - "tem um Tigre no cinema"No TigreCast 64 comentei com a equipe sobre coisas que nos irritam na indústria cinematográfica. Esqueci-me de falar sobre a busca pelo lucro indiscriminado quando esticam filmes além da conta. É assim com a trilogia O Hobbit, Crepúsculo, será assim com Divergente, e é assim com Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1, uma série que conquistou a mim, alguém que não leu os livros, apenas pela competência apresentada nos primeiros filmes. Depois de pouco mais de duas horas, percebe-se que história de 390 páginas poderia muito bem ser adaptada em um filme só de 150 minutos. Porém, a direção é concisa, juntamente com a direção de arte, fotografia, efeitos visuais e atuações, ainda que o filme se arraste por momentos que não precisava. É uma experiência boa, mas que poderia ser muito melhor.

Leia mais

Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 | Veja o primeiro clipe oficial do filme | #NEWS

jogos-vorazes-esperanca1

 

Hoje o perfil oficial da cinessérie Jogos Vorazes – @TheHungerGames – divulgou um clipe de quarenta segundos de A Esperança: Parte 1, onde Katniss (Jennifer Lawrence) descobre que Peeta Mellark (Josh Hutcherson) está vivo. O clipe mostra uma entrevista dada na Capital por Peeta a Caesar Flickerman (Stanley Tucci) sobre os eventos mostrados em Jogos Vorazes: Em Chamas (The Hunger Games: Catching Fire, 2013, Dir Frances Lawrence).

Dê o play aqui embaixo.

Leia mais

Jogos Vorazes: Em Chamas | Crítica | The Hunger Games: Catching Fire, 2013, EUA

Jogos-Vorazes_2_Em-Chamas-post

Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Elizabeth Banks, Lenny Kravitz, Philip Seymour Hoffman, Stanley Tucci e Donald Sutherland. Roteirizado por Simon Beaufoy (127 Horas) e Michael Arndt (Toy Story 3), baseado na obra de Suzanne Collins. Dirigido por Francis Lawrence (Constantine).

9/10 - "tem um Tigre no cinema"Existe um amadurecimento em “Jogos Vorazes: Em Chamas” em relação ao anterior, assim como a passagem da vida adolescente – ainda que conturbada – para a mais adulta. Contando com uma história e personagens cativantes, o filme dirigido por Francis Lawrence é cheio de ritmo, e em nenhum momento das mais de 2 horas de projeção se torna maçante. Além de empolgante, transpassa problemas que acometem quem não é fã dos livros de Suzane Collins, funcionando sem a necessidade de buscar a obra original. E, no fim, é melhor que seu predecessor.

Leia mais

“Jogos Vorazes: Em Chamas” – Veja o teaser trailer do filme em português [NEWS]

“Jogos Vorazes: Em Chamas” tem no elenco Jennifer Lawrence novamente como Katniss Everdeen, e ainda conta com Josh Hutcherson, Elizabeth Banks, Liam Hemsworth e Philip Seymour Hoffman. E tem estreia prevista para 15 de novembro.

LEIA TAMBÉM | Jogos Vorazes [Crítica]

O Mestre (The Master, 2012, EUA) [Crítica]

"The Master", 2012

 

Com Joaquin Phoenix, Philip Seymour Hoffman, Amy Adams, Ambyr Childers, Jesse Plemons, Rami Malek e Laura Dern. Roteirizado e dirigido por Paul Thomas Anderson.

10/10 - "tem um Tigre no cinema"A Guerra acabou, e a paz chegou. Mas será que para todos? O diretor Paul Thomas Anderson traz um filme triste e em certos pontos cruel, mas com questionamentos válidos. Tratando de personagens perdidos, desagradáveis e dominadores, o diretor e roteirista faz um desenho da própria natureza humana. Tratar se a história tem ou não relação com certa religião fica em segundo plano. O importante é entendermos quem são essas pessoas, como elas amam e sofrem.

Leia mais

O Homem que Mudou o Jogo (Moneyball, 2011, EUA) [Crítica]

Com Brad Pitt, Jonah Hill e Philip Seymour Hoffman. Argumento de Stan Chervin. Roteiro de Steven Zaillian (A Lista de Schindler) e Aaron Sorkin (A Rede Social), baseado no livro de Michael Lewis. Dirigido por Bennett Miller (Capote).

Baseball nunca foi o esporte preferido dos brasileiros. Mas isso não deve ser impedimento para que vocês assistam à esse filme. Numa escolha muito inteligente, Zaillian, Sorkin e Miller produzem uma história interessante e envolvente, mesmo não entendendo os números, as posições e o sistema de pontuação do baseball. O drama envolvendo os Oakland A’s funciona por acompanharmos o ponto de vista do manager do time, Billy Beane (Pitt), sua angústia e paixão pelo esporte. E a decisão de não fazer um filme como se fosse um documentário, mas sim criar uma boa história (alternado com filmagens reais do time) constroem uma grata surpresa, e uma das melhores atuações de Brad Pitt.

Leia mais

Para cima