Postagens Etiquetadas ‘Nicole Kidman’

O Estranho Que Nós Amamos | Crítica | The Beguiled, 2017, EUA

Sophia Copolla muda o ponto de vista original de O Estranho Que Nós Amamos para entregar uma mensagem poderosa, mesmo que seja óbvia.

O Estranho Que Nós Amamos (The Beguiled) 2017

Elenco: Colin Farrell, Nicole Kidman, Kirsten Dunst, Elle Fanning, Angourie Rice, Oona Laurence, Emma Howard, Addison Riecke | Roteiro: Sofia Coppola | Baseado em: A Painted Devil (Thomas P. Cullinan) | Direção: Sofia Coppola (Encontros e Desencontros) | Duração: 94 minutos

Quando alguém perguntar porque precisamos de mais mulheres dirigindo e roteirizando, apresente O Estranho Que Nós Amamos para essa pessoa. Nessa produção, Sofia Coppola que muda o ponto de vista da primeira adaptação de 1971 para expor os problemas que mulheres podem passar pelo simples fato de serem mulheres, além de ser uma produção estaticamente bela. Em todos os momentos da projeção, Coppola mostra com as posições da câmera, montagem e fotografia que estudou muito para ser uma excelente diretora – principalmente sabendo quanto é cobrada pro ser filha de quem é.  Felizmente, a produção também tem alma e não apenas uma roupagem bonita.

Leia mais

Lion: Uma Jornada para Casa | Crítica | Lion, 2016, EUA

Com personagens carismáticos, Lion: Uma Jornada para Casa emociona e é um apelo dos invisíveis à sociedade.

Lion: Uma Jornada para Casa (Lion, 2016)

Elenco: Dev Patel, Rooney Mara, David Wenham, Nicole Kidman, Abhishek Bharate, Divian Ladwa, Sunny Pawar | Roteiro: Luke Davies | Baseado em: A Long Way Home (Saroo Brierley, Larry Buttrose) | Direção: Garth Davis | Duração: 118 minutos

A insensibilidade não é nada fora da nossa realidade e ela se manifesta naqueles que se tornam invisível seja pela correria da vida moderna ou pela nossa própria decisão de fingir não os ver. Lion: Uma Jornada para Casa, além da óbvia mensagem de superação, é também uma voz dessas crianças que, por um motivo outro, ficaram à margem da sociedade. Mesmo que possamos ver o diretor puxando seus fios e de certa maneira manipulando a audiência não há nada de errado nisso, pois Davis nos leva a um caminho que podemos até não querer, mas que durante duas horas seremos obrigados a encarar.

Leia mais

Obsessão (Paperboy, 2013, EUA) [Crítica]

"Paperboy", 2013

Com Matthew McConaughey, Zac Efron, David Oyelowo, Macy Gray, John Cusack e Nicole Kidman. Roteirizado por Lee Daniels e Pete Dexter. Baseado no romance de Pete Dexter. Dirigido por Lee Daniels (Preciosa).

7,5 - "tem um Tigre no cinema"De um certo ponto de vista, o retrato da cultura americana encontra similaridades em “Obsessão”: preconceito, mentiras, falta de integridade e violência. A força do filme sem dúvida está nos atores, e isso ajuda a conduzir a trama com mais facilidade. Apesar de se perder no que contar – uma história de tribunal, justiça, ou de preconceito – Daniels desenvolve em tela  vários momentos interessantes, criando um filme pouco equilibrado, mas visceral.

Leia mais

Segredos de Sangue (Stoker, 2013, EUA) [Crítica]

"Stoker", 2013

Com, Mia Wasikowska, Matthew Goode, Nicole Kidman, Dermot Mulroney, e Jacki Weaver. Roteirizado por Wentworth Miller. Dirigido por Park Chan-wook (Oldboy).

9/10 - "tem um Tigre no cinema"Palmas às primeiras vezes, por mais abstrato e nebuloso que isso possa soar. O roteirista de primeira viagem Wentworth Miller – para muitos, o eterno Michael Scofield da série de TV Prison Break (2005-2009)  – se uniu com o diretor Park Chan-Wook, de Oldboy (Oldboy,  2003), no seu primeiro trabalho em solo americano; e que trabalho! Chan-Wook não é nenhum novato, e o fato dele ter acreditado no roteiro que estava escrito desde 2010 – quando Miller usou o pseudônimo de Ted Foulke – deu muito crédito ao estreante. Com uma história cativante, sombria e misteriosa, “Segredos de Sangue” se destaca no gênero, quase salvando um semestre que foi bem fraco para os fãs do estilo.

Leia mais

Para cima