Postagens Etiquetadas ‘JRR Tolkien’

O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei | TigreCast #166 | Podcast

Podcast sobre o último filme da trilogia Senhor dos Anéis: O RETORNO DO REI (The Return of the King, 2003) de Peter Jackson. Ouve aí!

O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei | TigreCast #166 | Podcast

A day may come when the courage of men fails, when we forsake our friends and break all bonds of fellowship, but it is not this day… This day we fight!” – Aragorn

No podcast de hoje Tiago Lira (@tiagoplira) e Matheus Des (@matheusdes), tão solitários quanto Frodo e Sam em direção à Montanha da Perdição, finalmente fecham uma trilogia. É hora de voltar uma última vez, quem sabe, para a Terra Média e para a Guerra do Anel com a produção de 2003, O SENHOR DOS ANÉIS: O RETORNO DO REI (The Lord of the Rings: The Return of the King)!

Leia mais

Reproduzir

O Senhor dos Anéis: As Duas Torres | TigreCast #154 | Podcast

Podcast sobre O Senhor dos Anéis: As Duas Torres (2002), continuando as aventuras de Frodo, Sam, Aragorn, Gandalf, Legolas e Gimli até Mordor. Ouve aí!

O Senhor dos Anéis: As Duas Torres | TigreCast #154

… There’s some good in this world, Mr. Frodo… and it’s worth fighting for“. – Samwise

Quantas, me digam quantas trilogias mantém a qualidade em todos os filmes? Pra cada Poderoso Chefão existe um Velozes e Furiosos. Pra cada De Volta para o Futuro temos três ou quatro adaptações de futuro distópico… Então, vamos falar de coisa boa, de novo? Continuando para Mordor, seguindo Frodo e Sam, Legolas, Gimli e Aragorn, voltamos para a Terra Média e para o Senhor dos Anéis com AS DUAS TORRES!

Tiago Lira (@tiagoplira), Matheus Des (@matheusdes) e Thiago Damasceno discutem a filmografia de 2002, os novos atores e atriz – Bernard Hill, Karl Urban, Miranda Otto, Brad Dourif, David Wenham e John Noble – e as suas carreiras. Falamos da divisão da narrativa em duas e como Peter Jackson diferencia esses cenários. A grande importância dos detalhes, um dos primeiros memes do Youtube, as mensagens ecológicas e a questão de como o povo oriental é retratado na história. Também de como a montagem do Entebate dá o tom das cenas de ação, como ego, superego e id são representados na história e os maiores signos da história.

E seria Saruman o Donald Trump da Terra Média?

E ESTAMOS DE VOLTA!

Leia mais

Reproduzir

O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel | TigreCast #146 | Podcast

Podcast sobre o filme de 2001 O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel. Ouve aí!


O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel |TigreCast #146

All we have to decide is what to do with the time that is given to us.” – Gandalf

Tem gente que diz que certas obras são inadaptáveis para o cinema. Mas isso não quer dizer que transcrever, transpor, página por página, é que não dá certo? Hoje vamos começar um projeto de trilogias. Hoje vamos falar sobre O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring), filme que adapta a obra de J.R.R. Tolkien e dirigido por Peter Jackson.

No podcast de hoje, Tiago Lira (@tiagoplira), Marcelo Paradella (@bolapucc) e Matheus Des (@matheusdes) voltam à 2001 para falar da filmografia daquele ano. Como um diretor de filmes trash como Fome Animal, Trash – Náusea Total e uma porcariazinha como Os Espíritos (de 1996) vendeu um projeto desses? E que elenco é esse hein? Conversamos também sobre o próprio Tolkien e seu estilo de escrita.

Leia mais

Reproduzir

O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos ganha novo – e último – trailer | #NEWS

Hobbit A Batalha dos Cinco Exércitos

Sim, mais um trailer de O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos. O filme estreia dia 11 de dezembro, então, deve ser o último – mas do jeito que a Warner liberou material, é capaz de juntar o filme todo só com o material divulgado.

É só dar o play aí embaixo.

Leia mais

O Hobbit: A Desolação de Smaug | Crítica | The Hobbit: The Desolation of Smaug, 2013, EUA

hobbit2-a_desolacao_de_smaug

Com Ian McKellen, Martin Freeman, Richard Armitage, Benedict Cumberbatch, Evangeline Lilly, Lee Pace, Luke Evans, Ken Stott, James Nesbitt e Orlando Bloom. Roteirizado por Peter Jackson, Fran Walsh, Philippa Boyens e Guillermo del Toro, baseado na obra JRR Tolkien. Dirigido por Peter Jackson.

9/10 - "tem um Tigre no cinema"Quando saí da sessão de “O Hobbit: Uma Aventura Inesperada” (The Hobbit: An Unexpected Journey, 2012) disse não haver problemas de ritmo. É justo dizer que isso se mantém na segunda parte da trilogia. Ainda assim, é um filme muito longo. Jackson – que continuo tendo fé – ainda se apresenta como um megalomaníaco que não quer que nada saia na sala de edição. Superando ligeiramente o primeiro filme, a produção se sustenta no carisma dos personagens, em ser baseado num maravilhoso trabalho de Tolkien e na ação que dessa vez não demora a acontecer, por mais que poderiam ser cortados pelo menos vinte minutos de projeção em favor do dinamismo.

Leia mais

[Li e Vi #001] “O Hobbit” – JRR Tolkien

Li e Vi - "O Hobbit"

Bem-vindos à nova seção do “tem um Tigre no cinema”! Em parceria com o meu irmão Filipe, do vlog “Mafagafolândia”, o leque se abre. Sem uma periodicidade fixa, ele vai fazer reviews de livros que se tornaram filmes.

Então, fiquem com o video-review e não se esqueçam de se inscrever no canal do Youtube, para ver outros livros fora do universo de filme,s e curtir a página no Facebook!

Leia também a minha crítica do Hobbit – Uma Jornada Inesperada, e ouça o TigreCast 21 sobre o filme.

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada | Crítica | The Hobbit: An Unexpected Journey, 2012, EUA

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada tem erros – sendo o principal sabermos que teremos outras duas partes – mas é um filme equilibrado que vai agradar os sedentos por aventuras.

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada

Com Ian McKellen, Martin Freeman, Richard Armitage, Andy Serkis, Hugo Weaving, Christopher Lee, Elijah Wood, Ian Holm e Cate Blanchett. Roteirizado por  Peter Jackson, Fran Walsh, Philippa Boyens, e Guillermo del Toro, baseado na obra de JRR Tolkien. Dirigido por Peter Jackson.

8/10 - "tem um Tigre no cinema"“O Hobbit ” foi uma produção cercada de alguns questionamentos, sendo um deles a tecnologia de 48 quadros por segundo e a decisão do diretor de dividir um livro de pouco mais de 300 páginas em três filmes. Não posso opinar ainda sobre a tecnologia nova, mas o que vi na tela me agradou muito. A primeira parte da nova trilogia, “Uma Jornada Inesperada” nos leva de novo à Terra Média num passeio que não dá espaço para receios e medos. Existem alguns erros que levam o filme à ficar longe da nota máxima, mas os acertos são suficientes para dizermos mais uma vez que “in Jackson we trust”.

Leia mais

Para cima