Postagens Etiquetadas ‘Josh Brolin’

Avé, César! | Crítica | Hail, Caesar!, 2016, EUA

Ave, César! (2016)

Com Josh Brolin, George Clooney, Alden Ehrenreich, Ralph Fiennes, Jonah Hill, Scarlett Johansson, Frances McDormand, Tilda Swinton, Channing Tatum e Michael Gambon. Roteirizado e dirigido por Joel Coen e Ethan Coen (O Grande Lebowski).

Ave César! é uma comédia engraçadíssima e um passeio pelo cinema, satirizando a época dourada de Hollywood.
9/10 - "tem um Tigre no cinema"Quem é mais que um fã de filmes, mas também do Cinema, sairá contente depois de Ave, César! A comédia trata da indústria que faz parte, montando a própria história enquanto acompanha o desenvolvimento de outras histórias fictícias. Retratando uma época onde Hollywood refletia um mundo complicado – a quebra dos estúdios, a suprema corte processando estúdios, a Guerra Fria e o medo da ameaça comunista – os Coen fazem uma homenagem à sétima arte ao mesmo tempo em que tiram sarro do universo que fazem parte e tanto amam. Com um elenco fantástico fazendo pequenos e marcantes papeis, a produção é um deslumbre visual, enquanto encontra espaço para mostrar como a mágica é feita.

Leia mais

Sicario: Terra de Ninguém | Crítica | Sicario, 2015, EUA

Sicario, 2015

Com Emily Blunt, Josh Brolin, Benicio Del Toro e Jon Bernthal. Roteirizado por Taylor Sheridan. Dirigido por Denis Villeneuve (Os Suspeitos).

10/10 - "tem um Tigre no cinema"Seria um exercício interessante assistir o último filme de Spielberg e logo depois a nova produção de Denis Villeneuve, puramente pela proximidade das estreias. Enquanto um se mostra um fã da humanidade o que temos em Sicario: Terra de Ninguém é o oposto. Um filme tenso do começo ao fim, sem espaço para descanso e que mostra o pior lado do ser humano e como ser pego no fogo cruzado pode nos afetar. Discussões entre moralidade, leis e o que é certo e errado serão seus companheiros nessa desventura. Enquanto acompanhamos personagens detestáveis que dobram a lei como bem querem a reflexão que fica é o que faríamos no lugar deles.

Leia mais

Evereste | Crítica | Everest, 2015, EUA-Reino Unido-Islândia

Everest, 2015

Com Jason Clarke, Josh Brolin, John Hawkes, Robin Wright, Emily Watson, Keira Knightley, Sam Worthington, Jake Gyllenhaal. Roteirizado por William Nicholson (Os Miseráveis) e Simon Beaufoy (Jogos Vorazes: Em Chamas). Dirigido por Baltasar Kormákur (Dose Dupla).

6/10 - "tem um Tigre no cinema"A coisa mais impressionante em Evereste é o seu protagonista. Esqueçam as caras famosas que incham o elenco, e pensem mais na imponente montanha que dá nome ao filme. Carregado de um peso monstruoso, o Evereste pode ser visto como um inimigo a ser vencido ou uma força a ser respeitada, como o diretor Baltasar Kormákur mostra na panorâmica que abre o filme depois de uma curta introdução do inferno gelado que os personagens humanos estão passando. Apesar disso, há inúmeros problemas na produção, que fica mais tempo na memória por suas paisagens impressionantes do que o drama pessoal dos escaladores em si.

Leia mais

Sin City: A Dama Fatal | Crítica | Sin City: A Dame to Kill For, 2014, EUA

Sin City: A Dame to Kill For, 2014

Com Mickey Rourke, Jessica Alba, Josh Brolin, Joseph Gordon-Levitt, Rosario Dawson, Eva Green, Powers Boothe, Dennis Haysbert, Ray Liotta, Jaime King, Christopher Lloyd, Christopher Meloni, Juno Temple, Bruce Willis e Lady Gaga. Roteirizado por Frank Miller, baseado na própria obra. Dirigido por Frank Miller e Robert Rodriguez.

5/10 - "tem um Tigre no cinema"Desde os quadrinhos que admiro a coragem de Frank Miller em Sin City. E quando a adaptação passou para as telas no filme de 2005, aquela violência que fazia parte do universo torpe da cidade de Basin se manteve, reafirmando a coragem do autor ao manter o ar original de sua obra, mesmo que isso comercialmente fosse perigoso, pois a censura seria alta. Nove anos se passaram, e em Sin City – A Dama Fatal a proposta se manteve. Não é tão marcante quanto à produção anterior, mas esse neo-noir melhorou em estética e nos efeitos especiais e trouxe de volta personagens marcantes.

Leia mais

Guardiões da Galáxia | Crítica | Guardians of the Galaxy, 2014, EUA

Guardians of the Galaxy, 2014

Com Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista, Vin Diesel, Bradley Cooper, Lee Pace, Michael Rooker, Karen Gillan, Djimon Hounsou, John C. Reilly, Glenn Close, Benicio del Toro e Josh Brolin. Roteirizado por James Gunn e Nicole Perlman, baseado nos quadrinhos da Marvel Comics. Dirigido por James Gunn.

9/10 - "tem um Tigre no cinema"Mais um filme da Marvel, você pode pensar. E haverá um momento em que um filme enfadonho atrás do outro irá aparecer, e o estúdio vai ter que se reinventar. Felizmente, esse momento ainda não chegou. Guardiões da Galáxia é divertido, espirituoso com personagens marcantes e um roteiro empolgante e bem amarrado do começo ao fim. Apesar de ser um filme com poucas pretensões, leva o universo que começou em 2008 para uma realidade cósmica, onde a ficção científica tem o direito de brincar com alguns conceitos que temos como certos, mas que, no fim das contas, parece não importar muito em nome da irreverência.

Leia mais

Caça aos Gângsteres (Gangster Squad, 2013, EUA) [Crítica]

"Gangster Squad", 2013

Com Josh Brolin, Ryan Gosling, Sean Penn, Nick Nolte, Emma Stone, Anthony Mackie, Giovanni Ribisi, Michael Peña e Robert Patrick. Roteirizado por Will Beall. Baseado no livro de Paul Lieberman. Dirigido por Ruben Fleischer (Zumbilândia).

6/10 - "tem um Tigre no cinema"Ao sair da sessão de “Caça aos Gângsteres” o sentimento é dúbio. Por uma lado, temos um filme bem produzido, com um elenco gigante de qualidade, e com momentos espirituosos e engraçados. Por outro lado, temos personagens caricatos, quase beirando o cartunesco, e uma história mediana. Com o elenco que tem e com o diretor de um filme ótimo (Zumbilândia, de 2009), poderia ser um grande filme, mas se perdeu por exagerar e tentar ao dar um ar aos para personagens que não tinha razão de serem assim.

Leia mais

Homens de Preto 3 (Men in Black 3, 2012, EUA) [Crítica]

Com Will Smith, Tommy Lee Jones, Josh Brolin, Jemaine Clement, Michael Stuhlbarg, Alice Eve e Emma Thompson. Roteirizado por Etan Cohen (Trovão Tropical), David Koepp (Missão Impossível), Jeff Nathanson (Prenda-me se for capaz) e Michael Soccio. Dirigido por Barry Sonnenfeld (Homens de Preto)

Os dez anos que separaram “Homens de Preto 3” de seu antecessor fizeram bem para a franquia e para esquecermos um filme… bem, esquecível. Parece até que essa é a continuação direta do original. O filme abraça mais o mundo da ficção científica com um dos poucos temas que faltava abordar, aliando-se com uma boa história com doses de ação, momentos tocantes e pequenas homenagens que vão desde o visual, diálogos e até os sons. A história não supera a da primeiro filme da franquia, conta com alguns furos, mas é divertido, merecendo alguns minutos a mais para fechar a produção com menos correria.

Leia mais

Para cima