Postagens Etiquetadas ‘Jonah Hill’

Cães de Guerra | Crítica | War Dogs (2016) EUA

Cães de Guerra faz graça com um assunto muito sério. E exatamente por isso que é tão divertido.

Cães de Guerra (2016)

Elenco: Jonah Hill, Miles Teller, Ana de Armas, Bradley Cooper | Roteiro: Stephen Chin, Todd Phillips, Jason Smilovic | Baseado em: Arms and the Dudes (Guy Lawson) | Direção: Todd Phillips (Se Beber, Não Case! – Parte III)

9/10 - "tem um Tigre no cinema"É um momento propenso para se falar de armas nos EUA e quando você conta uma história dessas por meio de humor, parece ser mais fácil encarar os fatos. Cães de Guerra é assim. Extremamente divertido, um tanto insano, mas lida com um assunto seríssimo. Dinheiro, poder, armas, sexo, drogas, rock n roll: está tudo misturado e bem equilibrado na narrativa baseada num artigo jornalístico. Essa capacidade de transformar algo tão pesado em comédia é tarefa para poucos. Seria mais fácil a mensagem direta e, provavelmente, uma abordagem dramática também funcionaria. Mas essa é uma história tão improvável que a escolha de conta-la entre risadas marca melhor.

Leia mais

Avé, César! | Crítica | Hail, Caesar!, 2016, EUA

Ave, César! (2016)

Com Josh Brolin, George Clooney, Alden Ehrenreich, Ralph Fiennes, Jonah Hill, Scarlett Johansson, Frances McDormand, Tilda Swinton, Channing Tatum e Michael Gambon. Roteirizado e dirigido por Joel Coen e Ethan Coen (O Grande Lebowski).

Ave César! é uma comédia engraçadíssima e um passeio pelo cinema, satirizando a época dourada de Hollywood.
9/10 - "tem um Tigre no cinema"Quem é mais que um fã de filmes, mas também do Cinema, sairá contente depois de Ave, César! A comédia trata da indústria que faz parte, montando a própria história enquanto acompanha o desenvolvimento de outras histórias fictícias. Retratando uma época onde Hollywood refletia um mundo complicado – a quebra dos estúdios, a suprema corte processando estúdios, a Guerra Fria e o medo da ameaça comunista – os Coen fazem uma homenagem à sétima arte ao mesmo tempo em que tiram sarro do universo que fazem parte e tanto amam. Com um elenco fantástico fazendo pequenos e marcantes papeis, a produção é um deslumbre visual, enquanto encontra espaço para mostrar como a mágica é feita.

Leia mais

Como Treinar seu Dragão 2 | Crítica | How to Train Your Dragon 2

Como Treinar seu Dragão 2. É um filme emocionante, épico, divertido e feito para qualquer apreciador de boas histórias, e não apenas para crianças.

Como Treinar seu Dragão 2

Com Jay Baruchel, Cate Blanchett, Gerard Butler, Craig Ferguson, America Ferrera, Jonah Hill, Christopher Mintz-Plasse, T.J. Miller, Kristen Wiig, Djimon Hounsou e Kit Harington. Roteirizado por Dean DeBlois, baseado na obra de Cressida Cowell. Dirigido por Dean DeBlois (Como Treinar seu Dragão).

10/10 - "tem um Tigre no cinema"A primeira vez foi emocionante, por mais que os temas de não se deixar pelas aparências e confiar em você mesmo sejam batidos. Como Treinar seu Dragão 2 leva à sério seus personagens, amadurecendo um os jovens vikings que vimos no primeiro filme, mas ainda se identificam com o que eram. E a continuação ganha maiores e melhores proporções. É um filme emocionante, épico, divertido e feito para qualquer apreciador de boas histórias, e não apenas para crianças. Em suma, valerá a pena apreciar sozinho ou acompanhado mais um voo de Banguela e seus parceiros.

Leia mais

Uma Aventura Lego | Crítica | The Lego Movie, 2014, EUA

Aventura_Lego-post

9/10 - "tem um Tigre no cinema"Com Chris Pratt, Will Ferrell, Elizabeth Banks, Will Arnett, Charlie Day, Liam Neeson, Morgan Freeman, Channing Tatum, Jonah Hill, Cobie Smulders, Anthony Daniels, Keith Ferguson e Billy Dee Williams. Roteirizado por Phil Lord e Chris Miller. Argumento de Dan Hageman, Kevin Hageman, Phil Lord, Chris Miller. Dirigido por Phil Lord e Chris Miller (Tá Chovendo Hambúrguer).

Há duas qualidades em um filme infantil que o fazem marcante: não tratar as crianças como idiotas e não ser uma penúria para os pais assistirem. Assim é “Uma Aventura Lego”. Essa produção multicolorida traz elementos que fazem parte da imaginação da criança, e com seu roteiro leve, dinâmico e divertido, se torna uma atração digna de nota para qualquer idade. Apostando numa certa nonsense, o filme desafia a lógica adulta, mas é incrivelmente justificada ao emular a imaginação infantil, o que se mostrou um grande desafio, tanto quanto animar peças Lego.

Leia mais

O Lobo de Wall Street | Crítica | The Wolf of Wall Street, 2014, EUA

The Wolf of Wall Street

Com Leonardo DiCaprio, Jonah Hill, Margot Robbie, Matthew McConaughey, Kyle Chandler, Rob Reiner, Jon Bernthal, Jon Favreau e Jean Dujardin. Roteirizado por Terence Winter, baseado no livro de Jordan Belfort. Dirigido por Martin Scorsese (A Invenção de Hugo Cabret).

7,5 - "tem um Tigre no cinema"Poucos são os diretores que, como Martin Scorsese, desenvolveriam uma trama com um personagem tão detestável ao ponto de torná-lo carismático. Pelo menos em parte. É um conflito para o espectador gostar de uma figura que fez tanta gente perder dinheiro e não se arrepende por isso. Ao deixar de lado a crítica e a moral, o diretor consegue manipular a audiência, além de nos fazer rir e muito com as loucuras do protagonista. Essa ambiguidade moral passa da tela para fora, e nos pega de surpresa. E essa discussão por si só vale a ida ao cinema.

Leia mais

É o Fim | Crítica | This Is the End, 2013, EUA

E_o_Fim-post

8/10 - "tem um Tigre no cinema"Com Seth Rogen, Jay Baruchel, James Franco, Jonah Hill, Danny McBride, Craig Robinson, Michael Cera, Christopher Mintz-Plasse, Emma Watson. Roterizado por Seth Rogen, Evan Goldberg. Argumento de Jason Stone. Dirigido por Seth Rogen e Evan Goldberg.

“É o Fim” é um bagunça. A mesma nonsense que aconteceria se você ficasse preso com seus amigos sem saber o que está acontecendo do lado de fora. Por isso, é uma história divertida e sincera, onde os protagonistas brincam nos próprios estereótipos. Com certos exageros visuais aqui e ali – leia-se grandes membros aparecendo – a comédia tem tantos momentos imprevistos e insanos que consegue arrancar gargalhadas facilmente da plateia.

Leia mais

“Django Livre” – Veja cinco novos pôsteres do filme! [News #019]

O filme é estrelado por Jamie Foxx, Leonardo DiCaprio, Samuel L. Jackson e Jonah Hill. E tem estreia prevista no Brasil para 18 de janeiro/2013.

“Django Livre” – Novo trailer legendado em português [NEWS #017]

A Sony Pictures Brasil liberou um novo trailer de “Django Livre” (“Django Unchained“), novo longa de Quentin Tarantino. Dá o play aqui enmbaixo:

O filme é estrelado por Jamie Foxx, Leonardo DiCaprio, Samuel L. Jackson e Jonah Hill. E tem estreia prevista no Brasil em 18 de janeiro/2013.

Anjos da Lei (21 Jump Street, 2012, EUA) [Crítica]

O remake para o cinema de Anjos da Lei subverte totalmente a ideia original ao transformá-la em uma comédia. Leia a crítica!

Anjos da Lei

Com Jonah Hill, Channing Tatum, Brie Larson, Dave Franco, Ellie Kemper, Rob Riggle e Ice Cube. Argumento de Jonah Hill e Michael Bacall. Roteiro de Michael Bacall (Scott Pilgrim contra o Mundo). Dirigido por Phil Lord e Chris Miller (Tá Chovendo Hamburguer).

Eu não assistia a série oitentista “Anjos da Lei”, mas lembro da dose policial e dramática. Também não vi sinopse ou trailers dessa adaptação para as telas de cinema. E que grata surpresa foi ver que os responsáveis pegaram o próprio conceito saturado de remakes/reboots e brincaram com isso, subvertendo totalmente a ideia original ao transformá-la em uma comédia. E que comédia! O filme distorce vários clichês dos filmes policiais e de ação, com o fato dele mesmo ser uma “ideia reciclada dos anos 80” e com vários contrastes de não-coincidência da música com o que vemos na tela. Os diretores são competentes no uso de cores e do som e de alguns outros detalhes. É exagerado em algumas partes, com piadas no estilo “American Pie”, com balls e dicks, mas não deixa de ser divertido. Só não leve as crianças. E se você era fã da série original, venha desarmado do que te fazia gostar dela. Os elementos da série não estão no filme. Quero dizer, quase.

Leia mais

O Homem que Mudou o Jogo (Moneyball, 2011, EUA) [Crítica]

Com Brad Pitt, Jonah Hill e Philip Seymour Hoffman. Argumento de Stan Chervin. Roteiro de Steven Zaillian (A Lista de Schindler) e Aaron Sorkin (A Rede Social), baseado no livro de Michael Lewis. Dirigido por Bennett Miller (Capote).

Baseball nunca foi o esporte preferido dos brasileiros. Mas isso não deve ser impedimento para que vocês assistam à esse filme. Numa escolha muito inteligente, Zaillian, Sorkin e Miller produzem uma história interessante e envolvente, mesmo não entendendo os números, as posições e o sistema de pontuação do baseball. O drama envolvendo os Oakland A’s funciona por acompanharmos o ponto de vista do manager do time, Billy Beane (Pitt), sua angústia e paixão pelo esporte. E a decisão de não fazer um filme como se fosse um documentário, mas sim criar uma boa história (alternado com filmagens reais do time) constroem uma grata surpresa, e uma das melhores atuações de Brad Pitt.

Leia mais

Para cima