Postagens Etiquetadas ‘James D’Arcy’

Dunkirk | Crítica | Dunkirk, 2017, EUA

Dunkirk é um dos melhores trabalhos de Christopher Nolan, um filme de guerra onde se derrama alma e técnica.

Dunkirk (2017) Crítica

Elenco: Fionn Whitehead, Tom Glynn-Carney, Jack Lowden, Harry Styles, Aneurin Barnard, James D’Arcy, Barry Keoghan, Kenneth Branagh, Cillian Murphy, Mark Rylance, Tom Hardy | Roteiro e direção: Christopher Nolan (Interestelar) | Duração: 106 minutos

Nota 10 - um Tigre no cinemaO resgate das tropas inglesas na Operação Dínamo não é o momento mais lembrado da Segunda Guerra Mundial, mas não menos digno de homenagem para Christopher Nolan, como mostra em Dunkirk. Ao escolher focar não apenas nos combates, mas no drama humano, sem dar destaque demais para algum personagem em especial, a produção é uma homenagem ao espírito de união que resgatou mais 300 mil soldados ao invés da glorificação da guerra. O roteiro dosa combates aéreos, dramas pessoais e medos por meio dos personagens que servem de arquétipos para contar aqueles dias de maneira mais direta. Com poucos diálogos e bastante ação, a produção de Nolan traz o horror que é estar tão perto e ao mesmo tão longe de casa, num inferno que parece não haver escapatória.

Leia mais

Hitchcock (Hitchcock, 2012, EUA) [Crítica]

Hitchcock traduz vários aspectos da personalidade do cineasta, passando por suas paixões e obsessões desse que é o maior cineasta dos filmes de suspense do cinemas dos EUA.

"Hitchcock", 2012

Com Anthony Hopkins, Helen Mirren, Scarlett Johansson, Toni Collette, Danny Huston, Jessica Biel, James D’Arcy, Michael Stuhlbarg, Ralph Macchio, Geoffrey Shurlock, Michael Wincott, Richard Portnow , Wallace Langham, Richard Chassler, Josh Yeo e Paul Schackman. Roteirizado por John J McLaughlin, baseado no livro de Stephen Rebello. Dirigido por Sacha Gervasi.

9/10 - "tem um Tigre no cinema"“O Mestre do Suspense”, um  excelente diretor, um visionário, um admirador de loiras, e, por fim, um homem. Cheio de defeitos e virtudes, Alfred Hitchcock é referência em qualquer discussão sobre cinema. A cinebiografia Hitchcock, baseada num livro que não li, consegue traduzir vários aspectos da personalidade do cineasta, passando por suas paixões e obsessões. É apenas um pedaço da vida desse homem, e de como aqueles à sua volta também contribuíram com esse sucesso.

Leia mais

A Viagem (Cloud Atlas, 2012, Alemanha-EUA) [Crítica]

"Cloud Atlas", 2012

Com Tom Hanks, Halle Berry, Jim Broadbent, Hugo Weaving, Jim Sturgess, Doona Bae, Ben Whishaw, James D’Arcy, Zhou Xun, Keith David, Susan Sarandon e Hugh Grant. Baseado no romance de David Mitchell. Roterizado e dirigido por Tom Tykwer (Perfume), Lana e Andy Wachowski (Matrix).

5/10 - "tem um Tigre no cinema"Não é a primeira vez no mundo das artes que uma obra tenta evocar a ideia de que estamos todos conectados. “A Viagem” é uma produção que mostra que essa ligação acontece no físico e entra no metafísico/espiritual, com vidas passadas e almas ligadas pelo destino (ou por Deus, ou pelo universo, como acharem melhor). Mas a viagem cinematográfica dos irmãos Wachowski não vai além do mediano, beirando o medíocre. É um filme que peca pelo exagero. Ao invés de manter a simplicidade, as mentes megalomaníacas do trio de diretores/roteiristas preferiu complicar com pulos entre tempos diferentes e sem motivo aparente. Não para o bem do espectador, nem para manter qualquer suspense.

Leia mais

Para cima