Postagens Etiquetadas ‘Filmes de 2015’

A Visita | Crítica | The Visit (2015) EUA

A Visita (The Visit), 2015
Com Olivia DeJonge, Ed Oxenbould, Deanna Dunagan, Peter McRobbie, Kathryn Hahn. Roteirizado e dirigido por M. Night Shyamalan (Depois da Terra).

7/10 - "tem um Tigre no cinema"M. Night Shyamalan criou uma aura em volta de si desde 1999, e é bem comum esperar sua próxima produção, uma que alcance o sucesso que foi O Sexto Sentido. Por isso que aguentamos – ou melhor, a indústria banca – filmes de gosto questionáveis um atrás do outro, com raras exceções. A Visita é uma tentativa de redenção do diretor que volta ao papel autoral, deixando de lado o cargo de adaptador e de diretor de aluguel, um renascimento no já batido mockumentary/found footage sem realmente acrescentar nada de novo. Mas, é Shyamalan de volta ao gênero de suspense que tanto gosta.

Leia mais

Jogos Vorazes: A Esperança – O Final | Crítica | The Hunger Games: Mockingjay – Part 2, 2015, EUA

Jogos Vorazes: A Esperança – O Final é um eficiente filme de ação, mas que poderia ser condensado em apenas uma parte.

Jogos Vorazes: A Esperança - O Final

Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Elizabeth Banks, Julianne Moore, Philip Seymour Hoffman, Jeffrey Wright, Sam Claflin, Jena Malone, Stanley Tucci e Donald Sutherland. Roteirizado por Danny Strong e Peter Craig, baseado na obra de Suzanne Collins. Dirigido por Francis Lawrence.

6/10 - "tem um Tigre no cinema"Parte do que esperava se concretizou em Jogos Vorazes: A Esperança – O Final, ficando bem claro que a conclusão da saga não precisava ser contada em quase cinco horas de filme. A segunda parte tem problemas de ritmo, conceito e se acovarda no desfecho indo no caminho contrário que um futuro distópico representa. Poderia haver mais conflitos internos entre os personagens e maiores discussões sobre como o poder funciona. Ainda que tudo isso não torne a produção decepcionante, fica uma sensação de algo incompleto. Se juntarmos as duas partes em uma só o final da história que agradou tanto lá no começo termina de maneira pouco satisfatória, indo muito mais para o rótulo jovem do que ao adulto.

Leia mais

Como Sobreviver a um Ataque Zumbi | Crítica | Scouts Guide to the Zombie Apocalypse (2015) EUA

Scouts Guide to the Zombie Apocalypse, 2015

Com Tye Sheridan, Logan Miller, Joey Morgan, Sarah Dumont, David Koechner, Halston Sage, Cloris Leachman. Argumento de Carrie Evans, Emi Mochizuki e Lona Williams. Roteirizado por Carrie Evans, Emi Mochizuki, Christopher Landon. Dirigido por Christopher Landon.

4/10 - "tem um Tigre no cinema"Eles se recusam a ficar mortos, mas seria bom dar um descanso ao gênero dos mortos-vivos. Como Sobreviver a um Ataque Zumbi faz comédia com o tema numa mistura de piadas sujas e pesadas, típicas de um amor escatológico bem comum ao gosto de quem cresceu assistindo pérolas como South Park. É um filme com ações e situações improváveis e cenas que fazem força para ser pior que a anterior – quando você assiste uma e pensa que nada pode ser pior que aquilo, acredite, eles conseguem. O roteiro escrito e reescrito por seis pessoas diferentes é confuso e lotado de inacreditáveis conveniências para dar algum tipo de sentido àquela bagunça generalizada, representando muito do que há de errado no sistema americano de fazer cinema.

Leia mais

Aliança do Crime | Crítica | Black Mass (2015) EUA

Black Mass, 2015

Com Johnny Depp, Joel Edgerton, Benedict Cumberbatch, Dakota Johnson, Kevin Bacon, Peter Sarsgaard e Jesse Plemons. Roteirizado por Mark Mallouk e Jez Butterworth, baseado no livro de Dick Lehr e Gerard O’Neill. Dirigido por Scott Cooper (Coração Louco).

8/10 - "tem um Tigre no cinema"O clima de Aliança do Crime já foi visitado antes. Você perceberá em alguns momentos inspirações – até mesmo homenagens – de filmes de gangster da década retrasada e além. Isso não quer dizer, porém, que o filme não tenha seu próprio brilho. A biografia de um personagem inteligente e desconhecido pelo público brasileiro tem um Johnny Depp fugindo daqueles personagens extremamente caricatos, uma persona raramente encarnada por ele recentemente. O ator ainda trabalha por baixo de muita maquiagem, é verdade, mas está longe de ser limitado por ela. Scoot Cooper mostra o lado sujo e a podridão dos poderes estabelecidos numa narrativa muitas vezes tensa e ameaçadora, onde não sabemos de onde vem o tiro.

Leia mais

O Último Caçador de Bruxas | Crítica | The Last Witch Hunter (2015), EUA

The Last Witch Hunter, 2015

Com Vin Diesel, Rose Leslie, Elijah Wood, Ólafur Darri Ólafsson, Rena Owen, Julie Engelbrecht e Michael Caine. Roteirizado por Cory Goodman, Matt Sazama e Burk Sharpless. Dirigido por Breck Eisner.

3/10 - "tem um Tigre no cinema"Talvez seja demais pedir para que um filme de Vin Diesel vá além do que o espectador médio busque (exceções existem e Velozes e Furiosos 7 está aí para provar isso). Talvez seja exigir demais de um diretor que só produziu filmes fracos entregasse uma produção digna de nota. Talvez seja difícil esperar que os roteiristas que sempre estiveram envolvidos em filmes que misturam ação e o sobrenatural consigam sair desse estigma. Talvez essa só uma visão amargurada de alguém cansado de tantos clichês. Talvez O Último Caçador de Bruxas fosse melhor com menos enrolação, menos conveniências, que não explorasse o peso do elenco e se concentrasse em contar uma boa história. Mas a história não é feita de talvez.

Leia mais

Os 33 | Crítica | Los 33, 2015, Chile/Colômbia

Los 33, 2015

Com Antonio Banderas, Rodrigo Santoro, Juliette Binoche, James Brolin, Lou Diamond Phillips e Gabriel Byrne. Roteirizado por Mikko Alanne, Craig Borten e Michael Thomas. Baseado no livro de Héctor Tobar. Dirigido por Patricia Riggen.

7/10 - "tem um Tigre no cinema"Algumas histórias parecem fantásticas demais para serem verdadeiras. Em Os 33 a diretora Patricia Riggen abriu mão da língua materna para tocar mais pessoas sobre a impressionante história dos mineradores chilenos que esperaram serem resgatados por mais de dois meses. Essa decisão traz alguns estranhamentos, como a questão dos sotaques, mas que mercadologicamente faz sentido. Posta essa decisão de lado há muitos momentos interessantes no filme, passando pela atuação, fotografia e o estilo da diretora em alternar planos abertos e outros mais fechados. Com momentos emocionantes e apesar de arrastar um pouco além do necessário a narrativa, o filme é uma ode à resistência e à esperança.

Leia mais

Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma | Crítica | Paranormal Activity: The Ghost Dimension, 2015

Paranormal Activity: The Ghost Dimension, 2015

Com Chris J. Murray, Brit Shaw, Ivy George, Dan Gill, Olivia Taylor Dudley, Don McManus e Michael Krawic. Roteirizado por Jason Pagan, Andrew Deutschman, Adam Robitel, Gavin Heffernan, Brantley Aufill e Jason Pagan. Dirigido por Gregory Plotkin.

2/10 - "tem um Tigre no cinema"Se você levar em conta que o inferno é a repetição, Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma é um filme que cumpre sua missão de imersão da audiência. O que é inacreditável é que os seis roteiristas e argumentistas da produção tenham entregado um roteiro sem história nenhuma, o que se reflete na curta sinopse oficial. O declínio da série já era bem claro no filme anterior e parecia impossível ficar pior. Pois conseguiram. O quinto filme enterra uma produção que começou interessantíssima, mas claramente não souberam quando parar.

Leia mais

Corrente do Mal | TigreCast #113 | Podcast

Corrente do Mal (It Follows) é um dos filmes de terror mais originais do cinema em muitos anos. Por isso é o tema do nosso podcast.

Corrente do Mal | TigreCast #113 | Podcast

Especial Halloween 2015 | É hora de conversar sobre um filme que nos ganhou no boca a boca. Estreou em Cannes, o que é bem incomum para uma produção de terror, foi parar em vários outros festivais e por onde passava as pessoas falavam bem. Hoje é hora de discutirmos Corrente do Mal (It Follows, 2015) do novato diretor David Robert Mitchell com Maika Monroe, Keir Gilchrist e Olivia Luccardi.

Tiago Lira, o Tigre (@otigre1982), Cliff, Juliana Varella (@jujurella), Matheus Des (@matheusdes) e Angélica Hellish (@AngelMasmorra) falam da surpresa desse filme que apesar de se apoderar de outros clássicos do terror conseguiu ser original. Abre-se um leque para várias discussões sobre o que é a presença e como isso não é importante. E se esses novatos merecem ser observados.

E, como sempre, SPOILERS liberados!

Leia mais

Reproduzir

Goosebumps: Monstros e Arrepios | Crítica | Goosebumps, 2015, EUA

Goosebumps: Monstros e Arrepios pode não ser uma produção original, mas é uma aventura bem divertida.

Goosebumps, 2015

Com Jack Black, Dylan Minnette, Odeya Rush, Amy Ryan, Ryan Lee e Jillian Bell. Roteirizado por Scott Alexander e Larry Karaszewski. Dirigido por Rob Letterman.

7/10 - "tem um Tigre no cinema"Dentro do universo que pretende alcançar Goosebumps: Monstros e Arrepios funciona muito bem. Quem é fã da série de TV ou dos livros provavelmente se divertirá muito caçando as referências das histórias que mais marcaram sua infância e adolescência. Para os mais jovens que não pegaram essa fase, o simples fato de ser uma aventura recheada de todo tipo de monstro deve ser suficiente para chamar a atenção. Divertido e espirituoso, o filme tem muitos elementos do que chamamos de “Sessão da Tarde”. Sim, é um bando de jovens se envolvendo em altas enrascadas. Não é nem de longe original, mas também longe de ser decepcionante.

Leia mais

Sicario: Terra de Ninguém | Crítica | Sicario, 2015, EUA

Sicario: Terra de Ninguém é um filme tenso e pesado que fará você questionar seus próprios princípios.

Sicario, 2015

Com Emily Blunt, Josh Brolin, Benicio Del Toro e Jon Bernthal. Roteirizado por Taylor Sheridan. Dirigido por Denis Villeneuve (Os Suspeitos).

10/10 - "tem um Tigre no cinema"Seria um exercício interessante assistir o último filme de Spielberg e logo depois a nova produção de Denis Villeneuve, puramente pela proximidade das estreias. Enquanto um se mostra um fã da humanidade o que temos em Sicario: Terra de Ninguém é o oposto. Um filme tenso do começo ao fim, sem espaço para descanso e que mostra o pior lado do ser humano e como ser pego no fogo cruzado pode nos afetar. Discussões entre moralidade, leis e o que é certo e errado serão seus companheiros nessa desventura. Enquanto acompanhamos personagens detestáveis que dobram a lei como bem querem a reflexão que fica é o que faríamos no lugar deles.

Leia mais

Ponte dos Espiões | Crítica | Bridge of Spies, 2015, EUA

Bridge of Spies, 2015

Com Tom Hanks, Mark Rylance, Domenick Lombardozzi, Brian Hutchison, Victor Verhaeghe, Alan Alda, Amy Ryan e Austin Stowell. Roteirizado por Matt Charman, Ethan Coen e Joel Coen. Dirigido por Steven Spielberg (Lincoln).
8/10 - "tem um Tigre no cinema"Uma das magias da arte do cinema é ser universal, ainda que certos personagens e histórias não falem exatamente sobre nós. Quase sessenta anos nos separam dos eventos Ponte dos Espiões e da Guerra Fria. Milhares de quilômetros entre o nosso país e os envolvidos naquele conflito. Ainda assim, podemos achar paralelos e perceber que a história tende a se repetir. Vivemos num mundo de extremos, onde parece que se você não está do nosso lado é automaticamente tachado de uma dezena de termos depreciativos. Essas posições polarizadas deixam pouco espaço para o diálogo, criando uma cortina de ódio perigosa e talvez sem volta. Olhar o outro lado e perceber que estamos lidando com pessoas é a maior mensagem do novo filme de Spielberg, um dos maiores fãs da humanidade.

Leia mais

A Colina Escarlate | Crítica | Crimson Peak, 2015, EUA

Crimson Peak, 2015

Com Mia Wasikowska, Jessica Chastain, Tom Hiddleston, Jim Beaver, Charlie Hunnam. Roteirizado por Guillermo del Toro e Matthew Robbins. Dirigido por Guillermo del Toro (Círculo de Fogo).

9/10 - "tem um Tigre no cinema"Num mundo justo, Guillermo del Toro poderia fazer todos os projetos que abraça. A Colina Escarlate mostra um diretor maduro e versátil. Homenageando o terror, o mexicano trouxe um dos melhores filmes do gênero dos últimos anos, conseguindo misturar sustos eficazes e tensão numa história que não é sobre fantasmas e sim com fantasmas. Ainda que o espectador não leve muito tempo para entender o que está acontecendo, o diretor ainda consegue nos dar algumas surpresas. Nesse filme tão simbolicamente sangrento, o espectador encontrará medo, sentirá calafrios e participará de uma aventura. Apesar de parecer elementos demais, del Toro tem competência para equilibrá-los e assim contar uma interessante história, ainda que tenha alguns clichês do gênero.

Leia mais

Peter Pan | Crítica | Pan, 2015, EUA-Reino Unido

A versão de 2015 de Peter Pan é uma aventura bem infantil, nada empolgante e cheia de clichês.

Pan, 2015

Com Levi Miller, Hugh Jackman, Garrett Hedlund, Rooney Mara, Amanda Seyfried, Adeel Akhtar, Cara Delevingne. Roteirizado por Jason Fuchs, baseado na obra de J. M. Barrie. Dirigido por Joe Wright (Orgulho e Preconceito).

4/10 - "tem um Tigre no cinema"Nós sabemos. Hollywood insiste cada vez em menos na originalidade, e Peter Pan é um exemplo máster disso. Joe Wright, num papel que aparenta ser apenas o de um diretor contratado de um grande estúdio, traz uma obra direcionada para crianças que até irá entretê-las. Afinal, tem um garoto que voa e piratas. Mas é tão cheia de clichês, com tanta inconsistência nos seus personagens que mesmo os pais que acompanharão as crianças não se sintam entediados no filme, confirmarão estamos cansados. Cansados de ver uma aventura onde sabemos que os personagens vão se sair bem não importa o problema, de estereótipos e profecias de um escolhido. Isso sim é extremamente irritante.

Leia mais

Horas de Desespero | Crítica | No Escape, 2015, EUA

Horas de Desespero é um eficiente e tenso thriller de ação, mas tem muitos problemas.

No Escape, 2015

Com Owen Wilson, Lake Bell, Sterling Jerins, Claire Geare e Pierce Brosnan. Roteirizado por John Erick Dowdle, Drew Dowdle. Dirigido por John Erick Dowdle.

6/10 - "tem um Tigre no cinema"Há uma mistura de sentimentos depois de assistirmos Horas de Desespero, uma sensação que está ao alcance de um braço, mas ainda fica difícil de notar. Ainda que seja uma produção embalada nos mesmos moldes dos filmes de ação, o diretor John Erick Dowdle consegue afastar seus personagens de gente como Bryan Mills ou Frank Martin e ainda é seguro o suficiente na direção para criar uma trama tensa. Por outro lado, a problemática desenvoltura dos inimigos como se fosse uma horda de zumbis é o ponto mais fraco do filme. Um pouco mais de tato nessa questão destacaria mais a produção que, infelizmente, resolver tomar o caminho mais fácil.

Leia mais

A Travessia | Crítica | The Walk, 2015, EUA

Em A Travessia Robert Zemeckis mostra sua melhor forma na técnica 3D, sem deixar de lado contar uma boa história. Leia a crítica!

A Travessia

Com Joseph Gordon-Levitt, Ben Kingsley, Charlotte Le Bon, James Badge Dale. Roteirizado por Robert Zemeckis e  Christopher Browne, baseado no livro de Philippe Petit. Dirigido por Robert Zemeckis (De Volta Para o Futuro).

8/10 - "tem um Tigre no cinema"Temas como dominar o próprio medo, sempre ir à frente e desafiar-se são bem comuns em todo o tipo de narrativa. Robert Zemeckis é competente ao contar essa história misturando fatos e poesia, além de prender a audiência por um fio, até mesmo para aqueles que já conhecem a história desse audacioso equilibrista. Embalado por qualidades técnicas como a montagem, o uso funcional do 3D e a fotografia, A Travessia é uma divertida produção que pode tanto ser apreciada por suas qualidades narrativas e visuais – algo que o documentário deixa para a nossa imaginação – quanto por sua mensagem de superação.

Leia mais

Um Senhor Estagiário | Crítica | The Intern, 2015, EUA

Um Senhor Estagiário é um filme leve e muito divertido com presenças marcantes de Robert de Niro e Anne Hathaway e direção de Nancy Meyers.

Um Senhor Estagiário

Com Robert De Niro, Anne Hathaway, Rene Russo, Adam DeVine, Zack Pearlman, Andrew Rannells e Anders Holm. Roteirizado e dirigido por Nancy Meyers (Alguém Tem Que Ceder)

8/10 - "tem um Tigre no cinema"Há um conceito errado e até bem difundido sobre desligar o cérebro pra assistir certos filmes – tema discutido na edição 24 do nosso podcast –, uma falácia que não deve ser aplicada nem mesmo em filmes leves e simpáticos como é o caso de Um Senhor Estagiário. É uma produção que não ofende ninguém e é feito para qualquer pessoa, como podemos ver pela fotografia bem iluminada e na razão de aspecto 16:9, o widescreen dos modelos de TV atuais. De vez em quando é bom se deixar levar sem precisar pensar em conflitos, o que é bem diferente de desligar alguma parte sua que não se pode. Mas não dispense essa comédia pois, no fundo, ela tem um quê de representatividade.

Leia mais

Evereste | Crítica | Everest, 2015, EUA-Reino Unido-Islândia

Everest, 2015

Com Jason Clarke, Josh Brolin, John Hawkes, Robin Wright, Emily Watson, Keira Knightley, Sam Worthington, Jake Gyllenhaal. Roteirizado por William Nicholson (Os Miseráveis) e Simon Beaufoy (Jogos Vorazes: Em Chamas). Dirigido por Baltasar Kormákur (Dose Dupla).

6/10 - "tem um Tigre no cinema"A coisa mais impressionante em Evereste é o seu protagonista. Esqueçam as caras famosas que incham o elenco, e pensem mais na imponente montanha que dá nome ao filme. Carregado de um peso monstruoso, o Evereste pode ser visto como um inimigo a ser vencido ou uma força a ser respeitada, como o diretor Baltasar Kormákur mostra na panorâmica que abre o filme depois de uma curta introdução do inferno gelado que os personagens humanos estão passando. Apesar disso, há inúmeros problemas na produção, que fica mais tempo na memória por suas paisagens impressionantes do que o drama pessoal dos escaladores em si.

Leia mais

Maze Runner: Prova de Fogo | Crítica | Maze Runner: The Scorch Trials, 2015, EUA

Maze Runner: Prova de Fogo é um filme bem menos interessante que o seu predecessor, que já não era um filme empolgante. Leia a crítica!

Maze Runner: The Scorch Trials, 2015

Com Dylan O’Brien, Kaya Scodelario, Thomas Brodie-Sangster, Dexter Darden, Nathalie Emmanuel, Giancarlo Esposito, Alexander Flores, Aidan Gillen, Ki Hong Lee, Jacob Lofland, Barry Pepper, Rosa Salazar, Lili Taylor, Alan Tudyk e Patricia Clarkson. Roteirizado por T.S. Nowlin, baseado na obra de James Dashner. Dirigido por Wes Ball (Maze Runner: Correr ou Morrer).

4/10 - "tem um Tigre no cinema"Existem muitos problemas nessa continuação. Seja linhas de roteiro, clichês ou conveniências, você vai encontrar tudo isso em Maze Runner: Prova de Fogo. É provável que a jovem audiência desse (outro) futuro distópico seja menos conhecedor desses elementos, mas não justifica o seu exacerbado uso. Ainda que segure o ritmo, poderia ser ligeiramente mais enxuto. No festival de erros, o que piora a segunda parte que termina sem fechar o próprio ciclo, fica a sensação de que há pouquíssimo para ser contada na já programada continuação. O que já deixará o espectador com um enorme pé no freio, prejudicando desde já o futuro.

Leia mais

Para cima