Postagens Etiquetadas ‘Filmes de 2010’

Em um Mundo Melhor | TigreCast #158 | Podcast

Em um Mundo Melhor | TigreCast #158 | Podcast

Sometimes it feels like there is a veil between you and death, but that veil disappears when you lose someone you loved or someone who was close to you, and you see death clearly, for a second, but later the veil returns, and you carry on living. Then things will be alright again.” – Anton

ESTAMOS DE VOLTA! Depois um longo e tenebroso, vamos tocar o barco e correr atrás do prejuízo.

Essa é a semana do Oscar 2017, então voltamos para 2010 e conhecer o vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro Em um Mundo Melhor (Hævnen), dirigido pela dinamarquesa Susanne Bier – a única diretora indicada ao prêmio duas vezes -, com Mikael Persbrandt, Ulrich Thomsen, William Jøhnk Nielsen e Markus Rygaard no elenco.

Tiago Lira (@tiagoplira), Alex Gonçalves (@agmcinefilo) e Matheus Des (@matheusdes) falam da relação simbólica com os outros filmes da diretora na quarta colaboração com o roteirista Anders Thomas Jensen, discussões morais, quem é o protagonista da história, a contemplação, como a diretora nos infiltra no contexto da narrativa, perguntas para refletir, o que é coragem, e um mundo melhor pra quem?

Leia mais

Reproduzir

Tropa de Elite 2 | TigreCast #151 | Podcast

Podcast sobre Tropa de Elite 2, do diretor José Padilha, filme brasileiro de 2010 com a volta do Capitão Nascimento. Ouve aí!


Tropa de Elite 2 | TigreCast #151 | Podcast

O sistema é foda, parceiro” – Coronel Nascimento

Tá chegando a hora de votar, parceiro. Vamos voltar para 2010 quando José Padilha e Bráulio Mantovani precisaram voltar ao seu personagem mais famoso para explicar o que queriam dizer de verdade em 2007. É hora de discutir sobre Tropa de Elite 2, com Wagner Moura, André Ramiro, Irandhir Santos, Maria Ribeiro e Milhem Cortaz.

No podcast de hoje,  Tiago Lira (@tiagoplira), Marcelo Paradella (@bolapucc) e Matheus Des (@matheusdes) falam da falta de sutilidade de Padilha – necessária, inclusive – dos paralelos com o nosso país, debate socioeconômico e a necessidade de uma análise um pouco mais crítica que teve que acontecer.

Sejam bem-vindos ao TigreCast!

Leia mais

Reproduzir

127 Horas | TigreCast #127 | Podcast

Podcast sobre 127 Horas do diretor Danny Boyle, uma história sobre superação, inspiradora e de como a natureza deve ser respeitada. Ouve aí!

127 Horas | Podcast

The minute I was born, every breath I’ve taken, every action has been leading me to this crack on the earth’s surface.” – Aaron

Um filme onde não há antagonista além daquele que não podemos fugir. O número evoca, então falemos do intimista 127 Horas (127 Hours, 2010) do diretor Danny Boyle e com James Franco no elenco.

No podcast de hoje, Tiago Lira, o Tigre (@otigre1982), Marcelo Paradella (@bolapucc) e Marcelo Zagnoli (@marcelozagnolli) falam sobre a filmografia de Danny Boyle – seus erros e acertos – e do enxuto elenco – descobrimos inclusive que James Franco está ocupado pra dedéu – e se esse é um filme indie ou só um indie de boutique. Falamos também sobre montagem, detalhes de planos, a visão subjetiva que funciona narrativamente, claro, da cena (sim, aquela) e do respeito à natureza.

Leia mais

Reproduzir

Cisne Negro | TigreCast #94 | Podcast

Podcast sobre Cisne Negro, filme de 2010 dirigido por Darren Aronofsky, com Natalie Portman, Mila Kunis, Vincent Cassel e Winona Ryder.

Cisne Negro | Podcast

I felt it. Perfect. I was perfect.” – Nina

Voltamos ao último ano da década de 2000. O ano de 2010 foi bem maluco, cheio de altos e baixos. Porém, Darren Aronofsky surpreendeu com um filme que mistura suspense, drama e até toques de terror psicológico: Cisne Negro (Black Swan), com Natalie Portman, Mila Kunis, Vincent Cassel e Winona Ryder.

Tiago Lira, o Tigre (@otigre1982), Matheus Des (@matheusdes) e Rodrigo Cliff (Plano 9) conversam as produções e eventos de 2010, os trabalhos do diretor, do elenco belíssimo em todos os quesitos enquanto tentam definir o perfil desse perfeito filme.

E atenção: há spoilers do começo ao fim!

Leia mais

Reproduzir

Uma Manhã Gloriosa | Crítica | Morning Glory, 2010, EUA

Uma Manhã Gloriosa deixa em segundo plano a comédia romântica e traz um humor inteligente e refinado.

Uma Manhã Gloriosa

Com Rachel McAdams, Harrison Ford, Diane Keaton, Patrick Wilson e Jeff Goldblum. Escrito por Aline Brosh McKenna (O Diabo Veste Prada). Dirigido por Roger Michell (Um Lugar Chamado Nothing Hill). Recém-demitida de um cargo de diretora de um programa matinal na TV americana, Becky Fuller (Rachel) é contratada por outro canal para um outro programa matinal, que tem muitos problemas e pouca audiência. Ela tenta agitar as coisas ao colocar como novo co-âncora: Mike Pomeroy (Ford), um rabugento repórter renomado.

É interessante ver que as comédias perdem seu lugar no cinema. Como elas saem aos montes, assim como novelas, é difícil ver algum filme que se destaque no meio de tanta normalidade. “Uma Manhã Gloriosa” apostou num grande elenco, pegou uma história romântica, mas a deixou a segundo plano, e adicionou as situações da vida moderna de uma workaholic. Essa trinca segura o desenvolvimento do filme, e, apesar de não ser nada de novo, consegue segurar o espectador com um humor inteligente, refinado e que faz a principal tarefa de uma comédia: nos fazer rir.

Leia mais

Scott Pilgrim Contra o Mundo | Crítica | Scott Pilgrim vs. the World, 2010, EUA-Reino Unido

Uma crítica curta do filme Scott Pilgrim Contra o Mundo

Com Michael Cera, Mary Elizabeth Winstead, Chris Evans, Brandon Routh e Jason Schwartzman. Escrito por Edgar Wright e Michael Bacall. Baseado nos quadrinhos de Bryan Lee O’Malley. Dirigido por Edgar Wright (Todo Mundo Quase Morto). Scott Pilgrim (Cera) é um jovem canadense que se apaixona pela recém-chegada Ramona Flowers (Mary). Só que para ficarem juntos, ele tem que derrotar os sete ex-namorados-malvados dela.

Quando terminei de ver “Scott Pilgrim…” o que me me veio à mente foi que esse filme foi feito especialmente pra gente como eu. Numa mistura de linguagens de video-game, quadrinhos e rock n roll esse é o exemplo que talvez só pessoas da minha geração e das seguintes apreciem. Mas não acredito nisso, pessoalmente. É um filme que vai ser pelo menos divertido e cheio de situações insólitas. Por isso qualquer um vai gostar do filme. E pra mim, sinceramente, fica difícil achar alguma coisa negativa na história. Começando com a abertura, onde fizeram a marca da Universal em versão 8 bits. Foi muita coragem do estúdio deixar essa liberdade artística para entrarmos no clima da película.

Leia mais

Ilha do Medo (Shutter Island, 2010, EUA) [Crítica]

Com Leonardo DiCaprio, Mark Ruffalo, Ben Kingsley e Max von Sydow. Escrito por Laeta Kalogridis (Alexandre), baseado numa história de Dennis Lehane. Dirigido por Martin Scorsese (Taxi Driver). Dois agentes federais dos EUA (“Marshals”) vão até Shutter Island, uma ilha que trata de criminosos insanos. Lá eles investigam o desaparecimento de uma paciente deste lugar, que dizem ser impossível sair de lá com vida.

Scorsese fazendo um filme noir não poderia dar errado. Ilha do Medo é um daqueles filmes de suspense que não te enrolam e te colocam na angústia do personagem logo de cara. Leia mais

Para cima