Postagens Etiquetadas ‘Brad Pitt’

Aliados | Crítica | Allied, 2016, EUA

Aliados consegue prender a atenção pela empatia criada com os protagonistas, apesar de tropeçar ao desenvolver personagens e o andamento da história.

Aliados (Allied, 2016)

Elenco: Brad Pitt, Marion Cotillard, Jared Harris, Simon McBurney, Lizzy Caplan | Roteiro: Steven Knight | Direção: Robert Zemeckis (A Travessia) | Duração: 124 minutos

Há em Aliados ótimos momentos, principalmente para quem gosta de filmes de época. No entanto a produção falha em desenvolver personagens e o segundo ato. Mas graças ao esforço de Knight e a Zemeckis conseguimos criar uma empatia sincera com a dupla de protagonistas, algo potencializado pela atuação esplêndida de ambos. Mas esse querer fica relegado a outros momentos do roteiro que lapidam com menor atenção os outros elementos do filme, o que é uma pena quando consideramos o carinho que criamos pela dupla.

Leia mais

A Grande Aposta | Crítica | The Big Short, 2015, EUA

A Grande Aposta é um filme hilário e dramático que vai te fazer odiar ainda mais o sistema financeiro.

A Grande Aposta (2015)

Com Christian Bale, Steve Carell, Ryan Gosling, John Magaro, Finn Wittrock, Margot Robbie, Selena Gomez, Brad Pitt. Roteirizado por Adam McKay, Charles Randolph, baseado no livro de Michael Lewis. Dirigido por Adam McKay.

Sentimentos conflitantes vêm à tona nessa excelente produção que tenta explicar a crise da bolha imobiliária americana de 2007.

10/10 - "tem um Tigre no cinema"A Grande Aposta é um filme hilariante e genial. E ao mesmo tempo causa asco ao espectador. O diretor Adam McKay destrinchou uma história bem complicada para os mais leigos e tentou trazer para um nível mais popular uma das piores crises financeiras da história. A maneira que ele faz isso é de bater palmas. Ao mesmo tempo não deixa de lado os culpados de lado nessa questão. É aí que o espectador tem vontade não de levantar e bater palmas, mas sim bater no primeiro banqueiro que encontrar.

Leia mais

12 Anos de Escravidão | TigreCast #78 | Podcast

"I am Solomon Northup. I am a free man" - Solomon

I am Solomon Northup. I am a free man” – Solomon

Na parte final do nosso especial do Oscar, Tiago Lira, o Tigre (@otigre1982), Marcelo Zagnoli (@marcelozagnoli) e Matheus Des (@matheusdes) finalmente falam do vencedor do Oscar em 2014: 12 Anos de Escravidão (12 Years a Slave), dirigido por Steve McQueen com Chiwetel Ejiofor, Michael Fassbender, Benedict Cumberbatch, Paul Dano, Paul Giamatti, Lupita Nyong’o e Brad Pitt.

Lembramos dos outros concorrentes daquele ano, do time que fez o filme ser o vencedor do Oscar, escravidão, e detalhes desse belo filme que foi bom ter existido, ao mesmo tempo que é triste que ele precisou ser feito.

E desculpem o atraso. Mas, estamos de volta pra valer!

Leia mais

Reproduzir

Corações de Ferro | Crítica | Fury, 2014, EUA

Corações de Ferro, drama com Brad Pitt, é um retrato realista, violento e visceral da guerra, sem ser uma propaganda dela.

Fury, 2014

Com Brad Pitt, Shia LaBeouf, Logan Lerman, Michael Peña, Jon Bernthal, Jason Isaacs e Scott Eastwood. Roteirizado e dirigido por David Ayer (Dia de Treinamento).

8/10 - "tem um Tigre no cinema"O que é a Guerra senão fúria? Entre essas e outras discussões, Corações de Ferro é um retrato fictício da Segunda Guerra Mundial, porém factível. Já há algum tempo os filmes do gênero tem uma serventia que não seja glorificar a batalha. Por não esconder os horrores que cada um dos lados pode assumir em tempos terríveis, David Ayer traz um alerta de como a violência e realidade batem forte. É uma produção crua, visceral e consegue chegar num nível de realismo muito profundo, quebrado apenas pela cor dos rastros dos projéteis disparados nos fazendo, mesmo na qualidade de plateia, participantes daqueles momentos.

Sinopse oficial

Abril de 1945. Enquanto os Aliados fazem sua incursão final na guerra pela Europa, um sargento do exército endurecido pela guerra chamado Wardaddy (Brad Pitt) é responsável pelo comando de um tanque Sherman e uma equipe com cinco homens em uma missão mortal atrás das linhas inimigas. Em menor número, com pouco armamento, e lidando com um soldado novato em seu esquadrão, Wardaddy e seus homens encaram inúmeras adversidades em suas tentativas heroicas de atacar o coração da Alemanha nazista.”

Leia mais

Seven: Os Sete Crimes Capitais | TigreCast #71 | Podcast

Podcast sobre Seven, filme de David Fincher com com Brad Pitt, Morgan Freeman e Kevin Spacey lançado em 1995. Ouve aí!

Seven | TigreCast 71

This isn’t going to have a happy ending.”

Impossível não nos lembrarmos desse filme da década de 1990. Hoje, Tiago Lira, o Tigre (@otigre1982), Marcelo Zagnoli (@marcelozagnoli) e Matheus Des (@matheusdes) discorrem sobre uma obra cheia de surpresas, violento, impactante e altamente hipnotizando que é Seven: Os Sete Crimes Capitais (Se7en, 1995), com Brad Pitt, Morgan Freeman e Kevin Spacey.

Falamos da carreira de David Fincher – seus clipes e filmes – os estilos de câmera do diretor, as atuações do trio, detalhes do roteiro e temas desse filme que tem o final mais chocante em muitos anos na história do cinema nessa cidade…. qual cidade mesmo?

E não se esqueçam de John Doe…

Como de costume, spoilers liberados!

Leia mais

Reproduzir

Bastardos Inglórios | TigreCast #52 | Podcast

Bastardos Inglórios: metalinguagem, ação, sangue, comédia e vingança.

Bastardos Inglórios

Quentin Tarantino: um cinéfilo muita vezes tido como plagiador. Pra quem acha o contrário, Tiago, o Tigre (@otigre1982), Marcelo Zagnoli (@marcelozagnoli) e Matheus Deus (@matheusdes) te provam errado dissecando Bastardos Inglórios (Inglourious Basterds, 2009).

Discutimos Tarantino em si, metalinguagem, a mistura de ação, sangue, comédia, vingança e o fetiche por pés do diretor. Aproveitamos para reescrever a História e lembra-los que o Coronel Hans Landa é o protagonista da história!

Atenção: spoilers liberados do começo ao fim!

Dê o play aqui embaixo, ó:

Ou clique AQUI com o botão direito do mouse e escolha “Salvar destino/link como…”

[papo cinéfilo]
• Cinemark faz especial com O Poderoso Chefão, Forrest Gump, Lawrence da Arábia e outros clássicos na sua rede.

[momento musical]
Cat People (David Bowie) da trilha sonora de Bastardos Inglórios

[críticas, comentários e voadoras no baço]
• email:
contato@umtigrenocinema.com
• twitter:
@tigrenocinema
• facebook:
http://www.facebook.com/umtigrenocinema
iTunes:
assine aqui
• FEED:
assine aqui

[apoio]
Portal São Paulo Digital

Volte para a HOME

 

Reproduzir

O Conselheiro do Crime | Crítica | The Counselor, 2013, EUA-Reino Unido

Conselheiro_do_Crime-post

Com Michael Fassbender, Penélope Cruz, Cameron Diaz, Javier Bardem, Brad Pitt. Roteirizado por Cormac McCarthy (Onde os Fracos Não Tem Vez). Dirigido por Ridley Scott (Prometheus).

9,5/10 - "tem um Tigre no cinema"Existem filmes densos e que nos fazem refletir. E existem outros que são puramente um soco no estômago, como esse ótimo exemplo trazido por Ridley Scott e Cormac McCarthy, voltando ao violento mundo do crime que havia visitado em “Onde os Fracos Não tem Vez” (livro que os Coen basearam seu filme No country For Old Man, de 2007). É uma história pesada e tensa, que mostra cicatrizes que nunca curam, e como uma série de eventos, que pode vir da má sorte, atinge os inocentes.

Leia mais

Guerra Mundial Z (World War Z, 2013, EUA) [Crítica]

"World War Z", 2013

Com Brad Pitt, Mireille Enos, Fana Mokoena, Daniella Kertesz, David Morse, Matthew Fox, Abigail Hargrove e Sterling Jerins. Argumento de Matthew Michael Carnahan e J Michael Straczynski. Roteirizado por Matthew Michael Carnahan, Drew Goddard e Damon Lindelof, baseado no romance de Max Brooks. Dirigido por Marc Foster (007 Quantum of Solace).

7/10 - "tem um Tigre no cinema"Justiça seja feita. “Guerra Mundial Z” tem tudo que se espera de um blockbuster. Boas sequencias de ação, um ator com força e carisma, produtores poderosos, e a aval de um grande estúdio. Tudo parecia ir bem até as notícias do dinheiro que foi gasto com refilmagens e a pressa em trazer gente para rever partes da história, o que resultou em três roteiristas escrevendo e reescrevendo tanto o argumento quanto o roteiro. O caos da produção se refletiu na tela e, apesar de ter várias qualidades, o resultado é apenas um filme bom, mas com a impressão que poderia ter sido muito melhor.

Leia mais

O Homem da Máfia (Killing Them Softly, 2012, EUA) [Crítica]

Com  Brad Pitt, Richard Jenkins, James Gandolfini, Ray Liotta, Scoot McNairy, Ben Mendelsohn e Sam Shepard. Baseado no romance de  George V Higgins. Escrito e dirigido por Andrew Dominik (O Assassinato de Jesse James Pelo Covarde Robert Ford).

O mundo da máfia está cheio de seres desprezíveis e detestáveis. E Andrew Dominik mostra isso com primor na sua terceira empreitada no cinema com “O Homem da Máfia”, ao nos contar uma história cheia de violência, torpor e tridimensionalidade dos personagens. Existe também uma crítica ao período de transição entre o fim da presidência Bush e a eleição de Obama, mas também à política em geral, e até mesmo à história oficial e amplamente conhecida. O filme é um primor aos olhos, passando pelas atuações, direção, e decisões de câmeras e fotografia, e até a falta de trilha sonora nos trazem uma imperdível produção.

Leia mais

O Homem que Mudou o Jogo (Moneyball, 2011, EUA) [Crítica]

Com Brad Pitt, Jonah Hill e Philip Seymour Hoffman. Argumento de Stan Chervin. Roteiro de Steven Zaillian (A Lista de Schindler) e Aaron Sorkin (A Rede Social), baseado no livro de Michael Lewis. Dirigido por Bennett Miller (Capote).

Baseball nunca foi o esporte preferido dos brasileiros. Mas isso não deve ser impedimento para que vocês assistam à esse filme. Numa escolha muito inteligente, Zaillian, Sorkin e Miller produzem uma história interessante e envolvente, mesmo não entendendo os números, as posições e o sistema de pontuação do baseball. O drama envolvendo os Oakland A’s funciona por acompanharmos o ponto de vista do manager do time, Billy Beane (Pitt), sua angústia e paixão pelo esporte. E a decisão de não fazer um filme como se fosse um documentário, mas sim criar uma boa história (alternado com filmagens reais do time) constroem uma grata surpresa, e uma das melhores atuações de Brad Pitt.

Leia mais

Para cima