Postagens Etiquetadas ‘Amy Adams’

Prenda-Me Se For Capaz | TigreCast #171 | Podcast

Podcast sobre Prenda-Me Se For Capaz, um dos filmes mais engraçados do começo do século XXI trazido por Steven Spielberg.

Prenda-Me Se For Capaz | TigreCast #171 | Podcast

Ah, people only know what you tell them, Carl.” – Frank Abagnale, Jr

Finalmente estamos de volta nessa bagunça! Depois de meses de geladeira, voltamos a 2002 e a Steven Spielberg para analisar Prenda-Me Se For Capaz (Catch Me If You Can) com Leonardo DiCaprio, Tom Hanks, Christopher Walken, Martin Sheen e Amy Adams!

Tiago Lira (@tiagoplira), Cliff (@caradosgibis), Marcelo Paradella (@bolapucc) e a estreante Vanessa Oliveira relembram da carreira de Spielberg – que, bem da verdade só tem um filme ruim – e falam dessa comédia biográfica com toques oníricos, muitas risadas, dramas de um personagem que agia como um mágico, distraindo sua plateia. E como homem é um bicho burro.

Leia mais

Reproduzir

A Chegada | Crítica | Arrival, 2016, EUA

A Chegada é um dos melhores exemplos da ficção científica mais séria e merece ser explorada mais de uma vez.

A Chegada (2016)

Elenco: Amy Adams, Jeremy Renner, Forest Whitaker, Michael Stuhlbarg, Tzi Ma | Roteiro: Eric Heisserer (Quando as Luzes se Apagam) | Baseado em: A História da sua vida (Ted Chiang) | Direção: Denis Villeneuve (Sicario: Terra de Ninguém)

10/10 - "tem um Tigre no cinema"A ficção científica mais nobre, aquela passa longe do kitsch, serve de reflexão para a humanidade. Ainda que seres alienígenas e naves espaciais sejam improváveis de existirem, pelo menos para uma grande parte do mundo, precisamos dissecar a mensagem que vem em forma de alegoria. A Chegada entra nesse seleto grupo. Não é preciso então louvar os efeitos técnicos da produção que tem muito mais a dizer além do simples fato de não estarmos sozinhos no universo. Villeneuve, acertando pela quinta vez seguida, usa de símbolos para falar sobre a maior das nossas ferramentas, subverte conceitos e faz um chamado importante para todos os povos desse planeta que habitamos.

Leia mais

Batman vs Superman: A Origem da Justiça | Crítica | Batman v Superman: Dawn of Justice (2016) EUA

Com várias inconsistências e falta de equilíbrio, Batman vs Superman: A Origem da Justiça se salva por ser um diamante em estado bruto, precisando de lapidação.

Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016)

Com Henry Cavill, Ben Affleck, Amy Adams, Jesse Eisenberg, Diane Lane, Laurence Fishburne, Jeremy Irons, Holly Hunter, Gal Gadot. Roteirizado por Chris Terrio, David S. Goyer. Dirigido por Zack Snyder.

7,5 - "tem um Tigre no cinema"Para entender melhor essa produção, digamos que Batman vs Superman: A Origem da Justiça é um diamante bruto: valioso, mas que merecia ser melhor lapidado. Ao mesmo tempo, é um evento que merceia todos os holofotes simplesmente por ter aquilo que os fãs conhecem como “A Trintade” na tela. E isso é enorme e, sem exageros, épico. Porém, é necessário analisar o que os responsáveis dos filmes quiseram nos mostrar entre histórias e signos, deixando de lado a memória afetiva e a expectativa, nos posicionando entre acertos e erros na aventura do Morcego de Gotham e o Semi-Deus de Metrópolis.

Leia mais

Grandes Olhos | Crítica | Big Eyes, 2014, EUA

Biug Eyes, 2014

Com Amy Adams, Christoph Waltz, Danny Huston, Jon Polito, Krysten Ritter, Jason Schwartzman e Terence Stamp. Roteirizado por Scott Alexander e Larry Karaszewski. Dirigido por Tim Burton (Sombras da Noite).

8/10 - "tem um Tigre no cinema"O maior destaque de Grandes Olhos é uma – chamemos assim – normalidade por parte de Tim Burton, tão acostumado ao fantástico. A fotografia e a paleta de cores são mais vivas e a história é uma cinebiografia. Em resumo, é um desafio para o diretor e é interessante vê-lo sair de uma zona de conforto. Os personagens estão bem dirigidos e estão em ótimas atuações numa produção que não é apenas real, mas que carrega um forte comentário social.

Leia mais

Ela | Crítica | Her, 2014, EUA

Her, 2014

Com Joaquin Phoenix, Amy Adams, Rooney Mara, Olivia Wilde, Chris Pratt e Scarlett Johansson. Escrito e dirigido por Spike Jonze (Onde Vivem os Monstros)

10/10 - "tem um Tigre no cinema"Spike Jonze lança um desafio em “Ela”. O amor poderia evoluir junto com a racionalidade humana, a ponto de se relacionar com uma máquina ser socialmente aceitável? A simplicidade do nome do filme e a modernização do ato de amar são elementos importantes nessa deliciosa produção. Porém, o diretor entrega algo bem mais profundo. Existem paralelos a serem definidos e destrinchados. É um tanto difícil, mas assim é o amor, que deve ser mais aceito do que entendido.

Leia mais

O Homem de Aço | Crítica | Man of Steel, 2013, EUA

O Homem de Aço é o retorno triunfal do Superman aos cinemas.

"Man of Steel", 2013

Com Henry Cavill, Amy Adams, Michael Shannon, Kevin Costner, Diane Lane, Laurence Fishburne, Antje Traue, Ayelet Zurer, Christopher Meloni e Russell Crowe. Argumento de Christopher Nolan e David S. Goyer. Roteirizado por David S. Goyer. Dirigido por Zack Snyder (Watchmen).

9/10 - "tem um Tigre no cinema"Em 1978, um herói advindo dos quadrinhos de capa vermelha e roupa azul chegou aos cinemas e fez muitos acreditarem que o homem poderia voar. Demorou muito para que o Superman tivesse um retorno digno no cinema. Em 2006 aconteceu um tentativa que não foi ruim, mas também longe de ser boa. Chegamos em 2013 e finalmente o Último filho de Krypton ganhou um filme à altura de seu ícone. Com uma grande ajuda dos responsáveis pela recente trilogia Batman, essa aventura não teve medo de ir à frente e misturar o conceito realista com o de fantasia. É um filme dinâmico, apesar da duração, divertido, às vezes denso e cheio de ação como uma aventura deve ser.

Leia mais

O Mestre (The Master, 2012, EUA) [Crítica]

"The Master", 2012

 

Com Joaquin Phoenix, Philip Seymour Hoffman, Amy Adams, Ambyr Childers, Jesse Plemons, Rami Malek e Laura Dern. Roteirizado e dirigido por Paul Thomas Anderson.

10/10 - "tem um Tigre no cinema"A Guerra acabou, e a paz chegou. Mas será que para todos? O diretor Paul Thomas Anderson traz um filme triste e em certos pontos cruel, mas com questionamentos válidos. Tratando de personagens perdidos, desagradáveis e dominadores, o diretor e roteirista faz um desenho da própria natureza humana. Tratar se a história tem ou não relação com certa religião fica em segundo plano. O importante é entendermos quem são essas pessoas, como elas amam e sofrem.

Leia mais

Curvas da Vida (Trouble With the Curve, 2012, EUA) [Crítica]

Com  Clint Eastwood[bb], Amy Adams[bb], Justin Timberlake[bb], Matthew Lillard[bb], Jason Patrick e John Goodman. Roteirizado Randy Brown. Dirigido por Robert Lorenz.

O clichê não é necessariamente um problema, pois todo o compêndio de histórias que o ser humano pode produzir já foi contado. O que faz a diferença é o jeito que essas histórias são apresentadas. “Curvas da Vida” é uma coleção de tipos e situações do que já vimos várias vezes: o senhor rabugento, mas cheio de experiência que não se adéqua às questões tecnológicas do mundo moderno, a filha rejeitada que quer ser motivo de orgulho do pai, o mocinho boa pinta que obviamente se apaixonará pela mocinha, e o sabichão que não respeita ninguém. Lorenz estreia na direção, e com competência. Mas a história deixa muito a desejar, além de ser incomodamente arrastada. É um filme que não vai ofender ninguém, mas também não vai emocionar, e conta com um potencial enorme de ser esquecido logo depois que se passam os créditos.

Leia mais

“Superman: O Homem de Aço” será convertido para 3D [#News 25]

É oficial, galera. O novo filme do nosso querido e último filho de Krypton entrará na mania dos 3D. Infelizmente será uma conversão, como já tinha sido adiantado no site is it real or fake 3D? Disse o diretor Zack Snyder:

“O filme vai ser uma experiência visualmente emocionante em todos os formatos: 2D, 3D e IMAX®. Como atualmente o público recebe bem o 3D, nós projetamos e fotografamos o filme de uma forma que permita que O Homem de Aço cative os cinéfilos, respeitando os fãs que preferem uma experiência mais tradicional no cinema. Temos tomado grandes medidas para garantir que o principal seja o filme e a história, e que a versão 3D seja um complemento”

Um enrolação danada para justificar a transição. “Superman: O Homem de Aço” é escrito por David S Goyer, a partir de uma história de Goyer e Christopher Nolan e conta no elenco com Henry Cavill (Superman/Clark Kent), Amy Adams (Lois Lane), Michael Shannon (Zod), Kevin Costner (Jonathan Kent), Diane Lane (Martha Kent), Laurence Fishburne (Perry White), Antje Traue, Ayelet Zurer, Christopher Meloni, Harry Lennix, Michael Kelly, Richard Schiff, e Russell Crowe (Jor-El).

O filme tem previsão de estreia mundial para 12 de julho de 2013.

[lomadeewpro category=” keywords=’superman, dc comics, filmes, blu-ray, bluray, dvd’]

“Curvas da Vida” – Veja fotos do novo filme de Clint Eastwood [#News 24]

Clint Eastwood[bb] (“Menina de Ouro”, “Os Imperdoáveis”), Amy Adams[bb] (“O Vencedor”, “Dúvida”, “Retratos de Família”) e Justin Timberlake[bb] (“A Rede Social”, “Amizade Colorida”) estrelam Curvas da Vida, marcando a estreia como diretor de Robert Lorenz. O filme estreia no Brasil em 23 de novembro de 2012. O “tem um Tigre no cinema” já foi assistir, e mais perto da estreia conta como foi.

[nggallery id=2]

“Curvas da Vida” – Confira as entrevistas com Justin Timberlake, Amy Adams e Robert Lorenz [NEWS #016]

Nesse vídeo Amy Adams e Justin Timberlake  falam sobre como foi trabalhar juntos e sobre os bastidores das gravações do filme do estreante Robert Lorenz:

 

E nesse, o diretor Lorenz conta como foi dirigir Clint Eastwood:

 

“Curvas da Vida” (“Trouble with the Curve“) tem estreia prevista para 23 de novembro no Brasil.

COPYRIGHT Warner Bros. Pictures AND Warner Bros. Entertainment. ALL RIGHTS RESERVED

Na Estrada (On the Road, 2012, Brasil-Reino Unido-EUA) [Crítica]

Com Sam Riley, Garrett Hedlund, Kristen Stewart, Kirsten Dunst, Viggo Mortensen, Amy Adams, Tom Sturridge, Steve Buscemi, Elisabeth Moss, Alice Braga, Danny Morgan e Terrence Howard. Roteirizado por Jose Rivera (Diários de Motocicleta), baseado no livro de Jack Kerouac. Dirigido por Walter Salles (Central do Brasil).

É bem seguro dizer que vários de nós tínhamos, ou ainda temos, a vontade de botar o pé na estrada. Conhecer lugares e gente nova e mais interessante. Baseado no livro de Jack Kerouac (que não li), “Na Estrada” é uma boa representação na tela dessa vontade enraizada em tanta gente. É uma história triste, com personagens que criamos carisma, apesar de serem muito melancólicos, assim como todo o clima do filme.  Na cultura beat, é um livro obrigatório. Já no filme existe uma falta de profundidade em  alguns dos personagens apresentados. Mesmo com o tempo de projeção mais longo que usual, contando com mais de 2 horas, o diretor demonstra que  um pouco mais de cuidado  era necessário para acreditarmos em como as relações foram criadas.

Leia mais

Para cima