Postagens Etiquetadas ‘Adam Cozad’

A Lenda de Tarzan | Crítica | The Legend of Tarzan (2016) EUA

A Lenda de Tarzan vem para modernizar o clássico da literatura, numa história sem ritmo e desinteressante.

A Lenda de Tarzan (2016)

Com Alexander Skarsgård, Samuel L. Jackson, Margot Robbie, Djimon Hounsou, Jim Broadbent, Christoph Waltz. Roteirizado por Adam Cozad, Craig Brewer, baseado na obra de Edgar Rice Burroughs. Dirigido por David Yates (Harry Potter e as Relíquias da Morte).

5/10 - "tem um Tigre no cinema"Depois de encarnações dramáticas e infantis, o personagem mais conhecido de Edgar Rice Burroughs – maior que o próprio autor – volta em A Lenda de Tarzan, modernizando o personagem título. É um termo terrível que, basicamente, diz ser uma produção com mais tiros e socos do que os anteriores. Talvez a nossa sociedade não quisesse ouvir um grito homem-macaco no cinema, nem algo tão denso quanto à produção de 1984. Então, o filme vai pelo caminho mais fácil, com personagens estereotipados, sem tons de cinza, sempre nos extremos da bondade ou maldade. Ainda que tenha uma história interessante, mesmo que simples, há decisões questionáveis na direção, o que prejudica o ritmo e a diversão.

Leia mais

Operação Sombra: Jack Ryan | Crítica | Jack Ryan: Shadow Recruit, 2014, EUA

Jack Ryan: Shadow Recruit

Com Chris Pine, Kevin Costner, Kenneth Branagh e Keira Knightley. Roteirizado por Adam Cozad e David Koepp (Homens de Preto 3), baseados na obra de Tom Clancy. Dirigido por Kenneth Branagh (Thor).

7/10 - "tem um Tigre no cinema"Jack Ryan chega à sua quarta encarnação no cinema rodeado por uma nuvem de dúvidas. O personagem criado por Tom Clancy fez sua carreira como um analista, e suas ações raramente chegavam às vias de fato. Nessa produção, o diretor Kenneth Branagh mantém um pouco dessa característica, e moderniza a história de Ryan ao inserir mais ação para um público ávido por ela. Não é uma total distorção da espírito original dos livros, e também não é um filme de ação com alguma novidade. Faz bem o serviço, mas há a sensação de que poderia ter sido mais.

Leia mais

Para cima