Postagens Etiquetadas ‘Adam Cooper’

Assassin’s Creed | Crítica | Assassin’s Creed, 2016, EUA

Infelizmente, Assassin’s Creed não rompe a barreira da qualidade do mundo dos games para o cinema. E esse não é o único problema da produção.

Assassin’s Creed

Elenco: Michael Fassbender, Marion Cotillard, Jeremy Irons, Brendan Gleeson, Charlotte Rampling, Michael K. Williams | Roteiro: Michael Lesslie, Adam Cooper, Bill Collage | Baseado em: Assassin’s Creed (Ubisoft) | Direção: Justin Kurzel (Macbeth: Ambição e Glória) | Duração: 116 minutos

4/10 - "tem um Tigre no cinema"A intenção dos produtores de Assassin’s Creed fica bem clara na transposição do famoso game para o cinema: aproveitar um das mais franquias mais famosas do mundo para fazer a sua própria. E quando se pensa exclusivamente nesse sentido mercadológico o resultado é medíocre. Para a crítica pouco importa se a transposição de uma mídia para outra é fiel – e em muitos elementos não é –, mas pegar uma ideia para espremê-la na intenção de tirar algum lucro só funcionaria com bons elementos. E existem poucos nessa narrativa que se não está cansando a audiência, esta pouco se importando com o desenvolvimento e motivação dos personagens.

Leia mais

A Série Divergente: Convergente | Crítica | The Divergent Series: Allegiant, 2016, EUA

A Série Divergente: Convergente é lento, pessimamente atuado e tem efeitos especiais aquém da sua importância mercadológica.

A Série Divergente: Convergente (2016)

Com Shailene Woodley, Theo James, Jeff Daniels, Octavia Spencer, Ray Stevenson, Zoë Kravitz, Miles Teller, Ansel Elgort, Maggie Q, Bill Skarsgård e Naomi Watts. Roteirizado por Noah Oppenheim, Adam Cooper, Bill Collage e Stephen Chbosky, baseado no romance de Veronica Roth. Dirigido por Robert Schwentke (A Série Divergente: Insurgente).

2/10 - "tem um Tigre no cinema"O sucesso transforma as pessoas. Uma história que foi pensada em três partes – colocando de lado a qualidade da escrita – transformada em quatro apenas por causa do lucro é um problema que, vendo exemplo atrás de exemplo, não funciona. A Série Divergente: Convergente é lento, pessimamente atuado e tem efeitos especiais aquém da sua importância mercadológica, reforçando a impressão do anterior e cada vez mais confirmada que não passa de uma colagem de outras histórias com temas similares. Para piorar as coisas, depois de 120 minutos de projeção procuramos bons motivos para os outros 120 minutos existirem em 2017.

Leia mais

Êxodo: Deuses e Reis | Crítica | Exodus: Gods and Kings, 2014, EUA

Em Êxodo, a história de Moisés ganha um novo épico nas mãos de Ridley Scott, diretor de Blade Runner, Alien e Prometheus.

Exodus: Gods and Kings, 2014

Com Christian Bale, Joel Edgerton, John Turturro, Aaron Paul, Ben Mendelsohn, Sigourney Weaver, Ben Kingsley e Issac Andrews. Roteirizado por Adam Cooper, Bill Collage, Jeffrey Caine, Steven Zaillian. Dirigido por Ridley Scott (Prometheus).

8/10 - "tem um Tigre no cinema"Falar de religião é sempre um terreno espinhoso, ainda mais quando o assunto é o considerado líder de uma nação, tanto por judeus quanto muçulmanos. Recontando uma história muito conhecida, e que têm nos calcanhares outras grandes adaptações cinematográficas, Êxodo: Deuses e Reis é uma aula de cinema que traz os mesmos desafios ligados ao filme de outra figura bíblica, lançada alguns meses atrás. Ridley Scott trouxe uma grande e magnífica produção, como foi a era de ouro dos faraós, e não tem receio de imaginar uma história clássica, dando tons de alegoria, como alguns creem ser, e não esquecendo de elementos primordiais da fonte original.

Leia mais

Para cima