0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Goosebumps: Monstros e Arrepios pode não ser uma produção original, mas é uma aventura bem divertida.

Goosebumps, 2015

Com Jack Black, Dylan Minnette, Odeya Rush, Amy Ryan, Ryan Lee e Jillian Bell. Roteirizado por Scott Alexander e Larry Karaszewski. Dirigido por Rob Letterman.

7/10 - "tem um Tigre no cinema"Dentro do universo que pretende alcançar Goosebumps: Monstros e Arrepios funciona muito bem. Quem é fã da série de TV ou dos livros provavelmente se divertirá muito caçando as referências das histórias que mais marcaram sua infância e adolescência. Para os mais jovens que não pegaram essa fase, o simples fato de ser uma aventura recheada de todo tipo de monstro deve ser suficiente para chamar a atenção. Divertido e espirituoso, o filme tem muitos elementos do que chamamos de “Sessão da Tarde”. Sim, é um bando de jovens se envolvendo em altas enrascadas. Não é nem de longe original, mas também longe de ser decepcionante.

Essa é uma produção que aposta na simplicidade. Zach (Minnette) é o clássico garoto deslocado que chega numa cidade nova onde a tarefa mais desafiadora será arranjar novos amigos. O ritmo acelerado da narrativa resolve esses conflitos de maneira funcional e divertida com Champ (Lee) sendo o garoto mais legal e inseguro do mundo, praticamente se jogando para o novo colega de turma para ter uma chance de fazer um novo – talvez o primeiro – amigo. A vizinha Hannah (Rush) acompanha essa acelerada e entra na vida do vizinho como de supetão e é bem simbólico que ela invada a casa dele, como se ela tivesse que fazer tudo escondida do pai.  Interessante que os adultos estão em oposição aos jovens nesse quesito, sendo mais lentos para fazer e entender as coisas, e até um tanto estúpidos.

Junto dessa diversão e bom ritmo está um espirituoso R.L. Stine (Black) que posa incialmente como vilão para depois participar da aventura com os jovens. É possível abrir a interpretação de que ele só consegue isso por se sentir menos adulto a cada vez que escreve seus livros. É uma faceta do ator que já vimos em Escola de Rock (School of Rock, 2003): a ligação com um universo jovem é o que traz identificação com o trio acidentalmente responsável pela libertação dos monstros que Stine criou. Aliás, é bom apontar que Hannah não teve nada a ver com isso o que mostra, de maneira um pouco mais sutil, a superioridade da personagem em relação aos seus companheiros.

Quem é mais experiente vai perceber bem cedo qual é a solução do problema todo, o que pode incomodar quem for esperando muito além de um filme para crianças. Se pararmos para pensar, o roteiro é tão simples que fica pouco para ser analisado. Com exceção de um plot twist bem interessante a história guarda poucas surpresas e vale mais a pena pelas homenagens aos filmes de terror com monstros, possessões, bonecos de ventríloquo, zumbis, palhaços assassinos e aliens que vão tomando conta da tela. E mesmo nesses momentos mágicos o roteiro dá um deslize feio e exagerado na cena em que Zach consegue criar uma bomba em poucos minutos. Mágica, aceitamos. Essa parte, mesmo com o auxílio do Youtube – uma piadinha que mostra um retrato dessa geração –, foi difícil de acreditar.

Goosebumps: Monstros e Arrepios | Pôster brasileiro

O maior problema de Goosebumps: Monstros e Arrepios é o exagero em homenagear a série original. Entre maiores e menores aparições, todos os monstros dos livros aparecem sem que haja espaço para que mais histórias sejam contadas. Pode ser divertido para um fã apontar para cada conto que fez parte dele enquanto crescia, só que são sobra mais nada para depois. Faltou parcimônia nesse quesito. Mas os momentos doces e a brincadeira com metalinguagem que o filme apresenta são interessantes. Ainda que falte um pouco mais para encorpar a narrativa essa é uma aventura que encontrará seu nicho e que não decepcionará muito quem está procurando momentos descompromissados e que não ofendem o espectador.

Sinopse oficial

Chateado por ter se mudado de uma cidade grande para uma pequena, o adolescente Zach Cooper (Dylan Minnette) encontra um pouco de esperança quando descobre que uma linda garota, Hannah (Odeya Rush) mora na casa ao lado da sua. Mas cada moeda tem dois lados, e a má sorte de Zach começa quando ele descobre que Hannah é filha do misterioso escritor R. L. Stine (Jack Black), o autor da aclamada série de livros ‘Goosebumps’. Acontece que há uma razão para que Stine seja tão estranho… ele é prisioneiro de sua própria imaginação! Os monstros que tornaram seus livros tão famosos são reais, e Stine os mantém presos em seus livros para proteger seus leitores. Quando Zach acidentalmente liberta todos os monstros de alguns manuscritos e eles passam a assombrar a cidade; cabe à Stine, Zach e Hannah a tarefa de trazer todos de volta aos livros que pertencem”.

Veja o trailer de Goosebumps: Monstros e Arrepios

[críticas, comentários e voadoras no baço]
• email: contato@umtigrenocinema.com
• twitter: @tigrenocinema
• fan page facebook: http://www.facebook.com/umtigrenocinema
• grupo no facebook: https://www.facebook.com/groups/umtigrenocinema/
• Google Plus: https://www.google.com/+Umtigrenocinemacom
• Instagram: http://instagram/umtigrenocinema

http://www.patreon.com/tigrenocinema

OU
Agora, você não precisa mais de cartão internacional!

 

Volte para a HOME