Arquivo para a Categoria ‘Animação’

Moana: Um Mar de Aventuras | Crítica | Moana, 2016, EUA

Pensado para um público bem infantil, Moana: Um Mar de Aventuras é uma aventura colorida mas que aborda questões importantes.

Moana: Um Mar de Aventuras (2016)

Elenco: Auli’i Cravalho, Dwayne Johnson, Rachel House, Temuera Morrison, Jemaine Clement, Nicole Scherzinger, Alan Tudyk | Argumento: Ron Clements, John Musker, Chris Williams, Don Hall, Pamela Ribon, Aaron e Jordan Kandell | Roteiro: Jared Bush | Direção: Ron Clements, John Musker (Aladdin) | Duração: 107 minutos | 3D: Relevante

7,5 - "tem um Tigre no cinema"Moana: Um Mar de Aventuras tem a intenção e o foco de agradar mais as crianças por uma estrutura bem simples, mas que surpreende na conclusão, e pelas vários momentos de cantoria que podem desagradar quem não gosta do gênero musical. Portanto, é preciso encarar a nova aventura da Disney com esse propósito. É uma daquelas aventuras que pode ser assistida tanto de maneira descompromissada, mas que dentro de si carrega uma bela mensagem de variados protagonismos. Pode parecer que a questão da diversidade já foi abordada demais porque temos uma produção atrás da outra com mulheres à frente, mas é só levar em conta quantas vezes o contrário aconteceu para perceber que ainda existe um longo caminho para equilibrar as coisas.

Leia mais

Cegonhas: A História que Não Te Contaram | Crítica | Storks, 2016, EUA

Cegonhas: A História que Não Te Contaram (2016)

Elenco: Andy Samberg, Katie Crown, Kelsey Grammer, Keegan-Michael Key, Jordan Peele, Jennifer Aniston, Ty Burrell, Danny Trejo, Stephen Kramer Glickman | Roteiro: Nicholas Stoller | Direção: Nicholas Stoller (Vizinhos), Doug Sweetland

Cegonhas: A História que Não Te Contaram consegue ser engraçado e leve enquanto levanta a questão do que é uma família de verdade.

8/10 - "tem um Tigre no cinema"As animações não são apenas coisa de criança há muito tempo, ainda que o estigma persista. Existem sim animações pueris e repetitivas, servindo apenas para que os nossos pequenos se divirtam com formas, cores e personagens cativantes.  E outras que transcendem para um assunto um pouco mais sério, mas sem perder a graça, e Cegonhas: A História que Não Te Contaram entra nesse segundo tipo. A mensagem clara para os mais velhos ficará no subconsciente das crianças, que enquanto se divertem com as piadas geniais aprendem que família não é simplesmente o núcleo tradicional – e muitas vezes imposto – dito na sociedade. Quem sabe, contando em tom leve, a próxima geração já aprenda a lição desde cedo.

Leia mais

Pets: A Vida Secreta dos Bichos | Crítica | The Secret Life of Pets (2016) EUA

Pets – A Vida Secreta dos Bichos (2016)

Elenco: Louis C.K., Eric Stonestreet, Kevin Hart, Steve Coogan, Ellie Kemper, Bobby Moynihan, Lake Bell, Dana Carvey, Hannibal Buress, Jenny Slate, Albert Brooks | Roteiro: Brian Lynch, Cinco Paul, Ken Daurio | Direção: Chris Renaud, Yarrow Cheney

Pets – A Vida Secreta dos Bichos pode ser definido como fofo, apostando fortemente nisso e é mais um exemplo da capacidade técnica da animação 3D. Mas não vai além disso.

4/10 - "tem um Tigre no cinema"Nós amamos nossos bichos de estimação, alguns como seus próprios filhos. Então, qualquer uma dessas pessoas automaticamente se identificará com Pets – A Vida Secreta dos Bichos, principalmente nos primeiros minutos de projeção. No entanto, depois desse momento extremamente fofo, percebe-se que essa é uma produção com muito por fora, mas com pouco conteúdo. Fica a sensação que o filme foi feito com um proposito maior de vender brinquedos de seus adoráveis personagens do que contar uma boa história. Tudo o que vemos na tela se é inversamente proporcional à estrutura, tornando a animação em algo sem alma que é suportável apenas por algumas homenagens e pela curta duração.

Leia mais

O Bom Gigante Amigo | Crítica | The BFG (2016) EUA

O Bom Gigante Amigo (2016)

Com Mark Rylance, Ruby Barnhill, Penelope Wilton, Jemaine Clement, Rebecca Hall, Rafe Spall, Bill Hader. Roteirizado por Melissa Mathison, baseado no romance de Roald Dahl. Dirigido por Steven Spielberg (Ponte dos Espiões).

Pensado para audiências muito infantis, O Bom Gigante Amigo tem belos momentos visuais, mas falha em contar uma história interessante.

4/10 - "tem um Tigre no cinema"A história de Roald Dahl provavelmente encantou muitas crianças, e talvez tenha ampliado seu alcance com a animação de 1989. E nessa época nostálgica que vivemos – olhe ao seu redor a quantidade de filmes que trazem clássicos da infância ou os homenageiam – parecia certeira a opção de Spielberg em trazer para o cinema O Bom Gigante Amigo. Porém, nem o diretor e nem a roteirista Melissa Mathison conseguem transformar o original em algo interessante durante a projeção, apostando no CGI e no belo visual. É um filme com um escopo pequeno, agradando apenas crianças muito novas – de dez anos, no máximo – mas que funcionaria melhor como um episódio curto para a televisão.

Leia mais

A Era do Gelo: O Big Bang | Crítica | Ice Age: Collision Course (2016) EUA

A Era do Gelo: O Big Bang (2016)

Com Ray Romano, John Leguizamo, Denis Leary, Simon Pegg, Jennifer Lopez, Queen Latifah, Chris Wedge, Neil deGrasse Tyson e Keke Palmer. Roteirizado por Michael Berg, Yoni Brenner, Aubrey Solomon e Michael J. Wilson. Dirigido por Mike Thurmeier e Galen T. Chu.

Várias franquias se estenderam além do que deveriam indo para o espaço. Isso não as salvou, assim como não salva A Era do Gelo: O Big Bang.

3/10 - "tem um Tigre no cinema"Os produtores de A Era do Gelo tem um negócio rentável nas mãos. Não importa como, cada um dos filmes anteriores rendeu quase dez vezes o custo de produção – mercadologicamente, faz sentido continuar a saga deve garante a vida da Fox e da Blue Sky. Por isso, eles pouco se preocupam em entregar uma história coesa, desde que ela seja agradável aos olhos. Pois bem, O Big Bang é praticamente sem substância, mas uma beleza visual. Têm gracejos, as crianças vão sem dúvida se divertir, mas já é a quarta vez seguida que o estúdio não sai de sua zona de conforto.

Leia mais

Procurando Dory | Crítica | Finding Dory, 2016, EUA

Procurando Dory (2016)

Com Ellen DeGeneres, Albert Brooks, Hayden Rolence, Ed O’Neill, Kaitlin Olson, Ty Burrell, Diane Keaton, Eugene Levy. Roteirizado por Andrew Stanton, Victoria Strouse. Dirigido por Andrew Stanton (Wall•E).

Leve e pensado especialmente para as crianças, Procurando Dory pode não ser original, mas é divertido e cheio de aventura.

7/10 - "tem um Tigre no cinema"Dentro de sua proposta, Procurando Dory é uma produção que agradará quem procura algo infantil, colorido, engraçado e espirituoso. Não tem grandes reviravoltas e é até bem óbvio, podendo ser considerado um descanso da exuberante criatividade que o estúdio tinha trazido com certa constância até 2014. Para quem já está acostumado com a qualidade Pixar no quesito animação, o filme é mais uma prova do que seus criativos são capazes. A história é uma graças, assim como seus personagens – caras conhecidas e novas. É uma daquelas produções que foi feita para as crianças se divertirem e que não se torna enfadonha para os adultos, mesmo que passe bem longe de emocionar os mais velhos.

Leia mais

Angry Birds: O Filme | Crítica | The Angry Birds Movie (2016) EUA

Angry Birds: O Filme (2016)

Com Jason Sudeikis, Josh Gad, Danny McBride, Maya Rudolph, Kate McKinnon, Sean Penn, Tony Hale, Keegan-Michael Key, Bill Hader e Peter Dinklage. Roteirizado por Jon Vitti, baseado nos jogos da Rovio Entertainment. Dirigido por Fergal Reilly e Clay Kaytis.

Simples e leve, Angry Birds: O Filme surpreende por ser engraçado, ainda que terrivelmente desequilibrado.

6/10 - "tem um Tigre no cinema"É verdade que estamos cansados de adaptações, e quando é anunciado um filme baseado num jogo para celular que já foi febre, é natural ficar receoso. Surpreendentemente, Angry Birds: O Filme é bem divertido e espirituoso, ainda que passe longe de ser brilhante. É uma animação muitíssimo bem feita, tem um tom ideal para crianças – cheia de cores e piadas simples – e que não encherá de desespero os pais, que como recompensa ganharão piadas que só farão sentido para eles, ao levarem seus filhos para ver os pássaros explosivos. Além disso, a produção não desrespeita a inteligência das crianças contando com uma história simples, mas cativante na maior parte do tempo.

Logo no início o filma encarna uma diferença de outros filmes direcionados ao público infantil. A trilha original orquestrada pelo brasileiro Heitor Pereira passa um tanto despercebida, mas a dupla de diretores dá personalidade à Red (Sudeikis) e outros personagens com heavy metal e rock: Black Sabbath, Imagine Dragons, Scorpions e Limp Bizkit fazem contraste do que estamos acostumados na Disney e companhia, onde os personagens precisam cantar seus sentimentos para fora. Só isso já diferencia a produção o que, pelo menos em parte, pensa também na audiência mais velha, com pequenos momentos para que a experiência não seja maçante.

Leia mais

Kung Fu Panda 3 | Crítica | Kung Fu Panda 3, 2016, EUA

Kung Fu Panda 3 (2016)

Com Jack Black, Angelina Jolie, Dustin Hoffman, J. K. Simmons, James Hong, Jackie Chan, Lucy Liu, Seth Rogen, David Cross, Bryan Cranston e Kate Hudson. Roteirizado por Jonathan Aibel e Glenn Berger. Dirigido por Jennifer Yuh Nelson e Alessandro Carloni.

O espetáculo visual e a explosão de fofura não salvam Kung Fu Panda 3 de ser muito mais que isso.

5/10 - "tem um Tigre no cinema"Pode parecer óbvio, mas Kung Fu Panda 3 só existe em função do seu antecessor – da cena extra da produção anterior, para ser mais exato. As aventuras do panda e seus companheiros é uma coisa linda de se ver, digna de nota pela qualidade da animação, paleta de cores e que facilmente fará parte daquela bela coleção de livros de arte de filmes. Porém, sofre do mal de ser mais do mesmo, com muitas cenas engraçadinhas e outras até um tanto óbvias – mesmo para crianças nessa que é, provavelmente, a última aventura no cinema dos Seis Furiosos. E é melhor assim.

Leia mais

Anomalisa | Crítica | Anomalisa (2015) EUA

Anomalisa

Com David Thewlis, Jennifer Jason Leigh, Tom Noonan. Roteirizado por Charlie Kaufman. Dirigido por Duke Johnson, Charlie Kaufman.

Mais uma vez Charlie Kaufman te fará refletir sobre a vida num filme denso e que fala das dores que cada um pode ter.

10/10 - "tem um Tigre no cinema"Tudo é muito estranho em Anomalisa. Não é a típica animação que você está acostumado. Se hoje há uma tentativa de fazer você se perguntar se aquilo que está vendo é CGI ou filme, Kaufman e Johnson apresentam elementos claramente fora do eixo como o escritor ouve e vê as pessoas a seu redor. Durante todo o primeiro ato a audiência se sentirá incomodada com vozes masculinas e iguais saindo de todos os outros personagens – sejam mulheres ou crianças – e é nesse questionamento que o filme não sairá da sua cabeça. E não se preocupe, as respostas virão. Mesmo que demore um pouco.

Leia mais

O Bom Dinossauro | Crítica | The Good Dinosaur (2015) EUA

O Bom Dinossauro (2015)

Com Raymond Ochoa, Jack Bright, Sam Elliott, Anna Paquin, A. J. Buckley, Jeffrey Wright, Frances McDormand e Steve Zahn. Roteirizado por Peter Sohn, Erick Benson, Meg LeFauve, Kelsey Mann e Bob Peterson. Dirigido por Peter Sohn.

A nova produção da Pixar grita “mamãe, eu quero ser Rei Leão”!
3/10 - "tem um Tigre no cinema"A Pixar sempre foi sinônimo de qualidade pelo menos em geral (com uma derrapada ou outra com a duologia Carros). Com O Bom Dinossauro a qualidade continua apenas no quesito técnico, pois é uma história arrastada, clichê e nem para as crianças irá servir por ser extremamente depressiva – alguns menores saíram inconsoláveis da sessão que estava. Quando os créditos começam a aparecer, fica a impressão clara que o filme é um daqueles videos reel para mostrar a qualidade do animador. É a empresa mostrando o que podem fazer animações 3D incrivelmente bem produzidas. Mas nesse caso, um tanto vazia.

Leia mais

O Pequeno Príncipe | Crítica | Le Petit Prince, 2015, França

Le Petit Prince, 2015

Com André Dussollier, Florence Foresti, Vincent Cassel, Marion Cotillard, Guillaume Gallienne, Laurent Lafitte, Vincent Lindon. Dublado por Marcos Caruso, Larissa Manoela, Priscila Amorim, Mattheus Caliano. Roteirizado por Irena Brignull, Bob Persichetti, baseado na obra de Antoine de Saint-Exupéry. Dirigido por Mark Osborne (Kung-Fu Panda).

10/10 - "tem um Tigre no cinema"A melhor coisa da nova versão de O Pequeno Príncipe é que o diretor Mark Osborne e os roteiristas Irena Brignull e Bob Persichetti fogem do clichê de contar de novo a história que já conhecemos. A produção é, no cerne, uma homenagem à obra de Antoine de Saint-Exupéry, mas consegue ir além ao contar como podemos relacionar essa história simples e singela com a nossa própria vida, o crescer e as perdas que encaramos no caminho, mas sem esquecer aquele passado alegre e colorido dos tempos de criança. Some isso a uma fantástica animação 3D que se mistura com stop-motion, e você terá uma das melhores experiências cinematográficas desse ano.

Leia mais

Minions | Crítica | Minions, 2015, EUA

Minions, 2015

Com Pierre Coffin, Sandra Bullock, Jon Hamm, Michael Keaton, Allison Janney, Steve Coogan. Roteirizado por Brian Lynch. Dirigido por Pierre Coffin (Meu Malvado Favorito).

5/10 - "tem um Tigre no cinema"Minions pra cá, minions pra lá, dizendo palavras doidas, misturando línguas enquanto fazem uma bobagem atrás da outra. É isso que esses adoráveis seres amarelos que aprendemos a gostar desde 2010, agora em aventura solo, fazem como protagonistas num filme que é focado totalmente no público infantil. As crianças não tem senso crítico o suficiente para entender as conveniências do roteiro, e isso não é um demérito. Feito para divertir, o alvo da produção acerta com muitas cores e piadas visualmente francas. Apesar do filme não ser profundo, e longe de ter essa pretensão, os pais que acompanharão seus filhos na sessão não sairão estafados e, com certeza, darão algumas risadas juntos com seus próprios pequenos.

Sinopse oficial

A produção retrata a história dos Minions. Os organismos unicelulares amarelos, mesmo evoluindo ao longo do tempo, sempre serviram os piores vilões do planeta, de T-Rex a Napoleão e, após várias parcerias mal sucedidas Kevin, Stuart e Bob saem em busca de um novo mestre para servir. Em Londres, acabam por encontrar uma potencial líder: a supervilã Scarlet Overkill”.

Leia mais

Para cima