Trovão Tropical | TigreCast #92 | Podcast

Tropão Tropical | Podcast

Everybody knows you never go full retard” – Kirk Lazarus

Pois é, ouvintes. Nem só de anos 1970 vive o cinema, e por isso vamos conversar sobre a sátira cômica de Trovão Tropical (Tropic Thunder), filme de 2008 dirigido e estrelado por Ben Stiller, e que conta no elenco com Robert Downey Jr., Jack Black, Jay Baruchel, Brandon T. Jackson e com loucas participações de Nick Nolte, Matthew McConaughey e Tom Cruise.

Nesse podcast de hoje Tiago Lira, o Tigre (@otigre1982), Marcelo Zagnoli (@marcelozagnoli) e Matheus Des (@matheusdes) conversam sobre a década de 2000 e a influência do 11 de setembro no cinema, metalinguagem, da versatilidade de Ben Stiller, das controvérsias do filme e como Hollywood é escancarada enquanto descobrimos que a produção vai além de uma comédia cheia de palavrões e do politicamente incorreto.

E atenção: há spoilers do começo ao fim!

Leia mais

Poltergeist: O Fenômeno | Crítica | Poltergeist, 2015, EUA

Poltergeist, 2015

Com Sam Rockwell, Rosemarie DeWitt, Jared Harris, Jane Adams, Saxon Sharbino, Kyle Catlett e Kennedi Clements. Roteirizado por David Lindsay-Abaire, baseado no original de Steven Spielberg, Michael Grais e Mark Victor. Dirigido por Gil Kenan (A Casa Monstro).

5/10 - "tem um Tigre no cinema"Remakes existem desde que Hollywood é Hollywood. É um método que você pode considerar honesto ou não, mas que também pode se tornar uma porta de entrada para que o público visite – ou revisite – um clássico. E o que Poltergeist: O Fenômeno traz é medo: e não medo de fantasmas ou cemitérios amaldiçoados, mas um grande receio de fazer o retorno ao filme de Tobe Hopper. Ainda que essa sensação com o original esteja errada para alguém que não o vê a anos, a versão atual é competente em vários aspectos, porém falha na principal que é assustar o espectador.

Sinopse oficial

O lendário cineasta Sam Raimi e o diretor Gil Kenan contemporizam o clássico sobre a família que vive em uma casa assombrada por forças malignas. Quando as terríveis aparições se tornam mais frequentes e a filha mais nova é capturada, a família deve se unir para resgatá-la antes que ela desapareça para sempre”.

Leia mais

A Incrível História de Adaline | Crítica | The Age of Adaline, 2015, EUA

The Age of Adaline, 2015

Com Blake Lively, Michiel Huisman, Kathy Baker, Amanda Crew, Harrison Ford e Ellen Burstyn. Roteirizado por J. Mills Goodloe e Salvador Paskowitz. Dirigido por Lee Toland Krieger (Celeste e James Para Sempre).

5/10 - "tem um Tigre no cinema"Existem algumas questões que impedem de levarmos certas histórias a sério. Por exemplo, A Incrível História de Adaline tem elementos fantasiosos que impõe ao espectador acreditar em coisas quase mágicas, ao mesmo tempo em que joga pela narração uma ficção científica para justificar o que vemos. É uma história fofa, por assim dizer, com personagens lindos e maravilhosos, todos de bom coração e que não vão ofender ninguém. A série de coincidências só funciona se o espectador aceitar esses elementos. Em geral, o conto de fadas não é suficiente, ainda que a produção ache um caminho nos belíssimos quesitos técnicos que, de alguma maneira, ficaram impregnados no espectador.

 

Sinopse oficial

Tendo, por milagre, permanecido com 27 anos de idade por quase oito décadas, Adaline Bowman (Blake Lively) teve uma existência solitária, nunca permitindo a si mesma aproximar-se de alguém que pudesse revelar seu segredo. Mas o acaso colocou em seu caminho o carismático filantropo Ellis Jones (Michiel Huisman), que reacende sua paixão pela vida e pelo romance. Quando seu segredo pode ser exposto durante um final de semana na companhia dos pais dele (Harrison Ford e Kathy Baker), Adaline toma uma decisão que mudará sua vida para sempre.”

Leia mais

Rocky II: A Revanche | TigreCast #91 | Podcast

Rocly II: A Revanche | Podcast

“I just got one thing to say… to my wife at home: Yo, Adrian! I DID IT! ” – Rocky

De volta ao mágico ano de 1979, discutimos pela primeira vez um filme de Sylvester Stallone na continuação de uma das franquias mais inspiradoras do cinema. Hoje Tiago Lira, o Tigre (@otigre1982) convida Leandro Vallina (@leandrovallina) e Marcelo Paradela (@bolapucc) do site Filmes e Games para conversar sobre Rocky II: A Revanche (Rocky II, Dir Sylvester Stallone), com Sylvester Stallone, Talia Shire, Burt Young, Carl Weathers, Burgess Meredith e Tony Burton.

Conversamos sobre esses brilhantes anos 1970, o paralelo dos filmes com o nosso querido Sly, discutimos vários aspectos do filme, como a montagem prejudica muito a produção e alguns dos nossos momentos preferidos.

E atenção: há spoilers do começo ao fim!

Leia mais

Palavras do Editor | Asa Butterfield, Kurt Cobain, Cinema Suíço em São Paulo | 15 mai 2015

palavras do editor

Seção nova aqui no site! A cada sexta-feira, esse será um espaço opinativo sobre os assuntos da semana. Espalhem, comentem por aí!

Leia mais

Em Busca do Ouro | TigreCast #90 | Podcast

Em Busca do Ouro | TigreCast #90

Voltamos de novo aos “anos atrás”, onde voltamos o número de anos na história do cinema. Então, 90 anos no tempo estávamos em 1925, ano de muitos lançamentos em Hollywood e outros países. Em especial, Em Busca do Ouro (The Gold Rush, 1925), dirigido e estrelado pelo grande Charles Chaplin.

Hoje no podcast, Tiago Lira, o Tigre (@otigre1982), Marcelo Zagnoli (@marcelozagnoli) e Matheus Des (@matheusdes) dão uma aula de história, falando da década de 1920 no cinema e no mundo, desse cinema antes de ser falado e a transição para a nova tecnologia, a importância dos cineastas russos do começo do século XX e, claro, sobre a importância de Chaplin e seu mais famoso personagem: Carlitos ou o vagabundo. E como esse filme, ironicamente, foi indicado ao Oscar de Melhor Trilha Sonora de Comédia e Melhor Som, e porque você pode vê-lo legalmente no Youtube.

E atenção: há spoilers do começo ao fim!

Leia mais

Contagiante! Chocante! Jem e as Hologramas em live action! Veja pôster e o trailer | #NEWS

"Meu nome é Jem, e a não há ninguém igual a Jem!" - ah, os anos 1980...

Meu nome é Jem, e a não há ninguém igual a Jem!” – ah, os anos 1980…

Na onda de Transformes e G.I. Joe, os anos 1980 estão batendo à nossa porta de novo. O desenho animado produzido pela Hasbro entre 1985 e 1988 ganha sua versão live action em 2016. A Universal Pictures Brasil liberou o trailer legendado da produção. Dê o play aqui embaixo!

Leia mais

Mad Max: Estrada da Fúria | Crítica | Mad Max: Fury Road, 2015, EUA

Mad Max: Fury Road, 2015

Com Tom Hardy, Charlize Theron, Nicholas Hoult, Hugh Keays-Byrne, Rosie Huntington-Whiteley, Riley Keough, Zoë Kravitz, Abbey Lee, Courtney Eaton. Roteirizado por George Miller, Brendan McCarthy e Nico Lathouris. Dirigido por George Miller (Mad Max).

10/10 - "tem um Tigre no cinema"George Miller é o maior fã de Mad Max, universo que ele próprio criou. O septuagenário diretor então esperou vários anos para mostrar ao mundo e aos outros fãs a visão definitiva desse universo. E a missão foi cumprida com Mad Max: Estrada da Fúria. Num misto de reboot e continuação, o diretor atualiza o seu estilo, ao mesmo tempo em que o mantém. São sequências impressionantes, muita velocidade e personagens que, mesmo não sendo muito aprofundados, cativam o espectador em uma verdadeira aula de como se fazer um blockbuster. Durante as duas horas, você será levado para um mundo que, apesar de futurista, tem um discurso familiar para nós, enquanto embarcamos numa aventura tão insana e louca quanto um guitarrista que toca seu instrumento presa a um caminhão.

Sinopse oficial

Assombrado por seu turbulento passado, Max (Hardy) acredita que a melhor maneira de sobreviver é vagar sozinho. No entanto, ele é levado por um grupo em fuga através da Wasteland em um War Rig dirigido por uma Imperatriz de elite chamada Furiosa (Theron). Eles estão fugindo de uma cidadela tiranizada por Immortan Joe (Keays-Byrne), que teve algo insubstituível roubado. Enfurecido, o senhor da guerra convoca todas as suas gangues e persegue os rebeldes impiedosamente na estrada de guerra que se segue.”

Leia mais

Mad Max | TigreCast #89 | Podcast

Mad Max | TigreCast 89 | Podcast

They say people don’t believe in heroes anymore. Well damn them! You and me, Max, we’re gonna give them back their heroes!” – Fifi

O cinema australiano teve um grande revival no fim dos anos 1970, e um dos exemplos dessa geração é Mad Max (1979, Dir George Miller), filme que lançou Mel Gibson para o conhecimento e estrelato.

Caminhando para o outback australiano Tiago Lira, o Tigre (@otigre1982), Matheus Des (@matheusdes) e o convidado Igor Rodrigues (O Drone Saltitante | @rodriguesigor) conversam mais uma vez sobre os anos 1970 e do que estava acontecendo no cinema em 1979. Falamos também das carreiras do versátil Miller e do hoje tresloucado Gibson. Discutimos sobre a figura d’O Vigilante, tão comum nessa década, a música de Brian May – não aquele Brian May – e por quê Mad Max 2 é tão mais lembrado que o original. Temas de velocidade, justiça, vingança permeiam a conversa sobre essa – quase – distopia. Além disso, damos nossas impressões sobre o novo filme da franquia Mad Max: A Estrada da Fúria (Mad Max: Fury Road).

E atenção: há spoilers do começo ao fim!

Leia mais

Dragon Ball Z – O Renascimento de Freeza | Veja o trailer com os dubladores originais

Dragon Ball Z - O Renascimento de Freeza | Trailer dublado

Está quase chegando a hora! Dragon Ball Z volta aos cinemas em 18 de junho e é de grande importância para os fãs saberem que a produção conta com a dublagem clássica com a voz de Wendel Bezerra como Goku! Então, dê o play para ver o trailer de O Renascimento de Freeza.

Leia mais

O Franco-Atirador | Crítica | The Gunman, 2015, EUA-Espanha-França

The Gunman, 2015

Com Sean Penn, Javier Bardem, Idris Elba, Mark Rylance, Jasmine Trinca, Peter Franzén e Ray Winstone. Roteirizado por Don Macpherson, Pete Travis e Sean Penn, baseado no romance de Jean-Patrick Manchette. Dirigido por Pierre Morel (Busca Implacável).

3/10 - "tem um Tigre no cinema"Cinco anos não bastaram para Pierre Morel refletir sobre a sua carreira. Pelo menos é isso que se comprava com O Franco-Atirador, um filme que poderia ser estrelado por Liam Neeson (e ser mais um). Continuaria sendo mais um claro, e nenhuma presença de outro ator adiantaria, porque o que essa produção mais tem é um elenco de peso: dois atores vencedores de Oscar, e outro que muitos apostam como o futuro 007. Tanto talento desperdiçado em cenas de ação – empolgantes, é justo dizer – e que não acrescentam em nada em suas carreiras. É mais um exemplo do cinema pasteurizado, de fácil aceitação para o público de atenção mais dispersa, que tem de diferencial a parte de fora, uma camada bonita por causa dos artistas principais.

Sinopse oficial

Martin Terrier (Sean Penn), atirador em um grupo de mercenários, mata o Ministro de Minas do Congo. O tiro certeiro força o sniper a se esconder em outro país. Anos depois, de volta ao Congo, ele próprio se torna o alvo de um grupo de extermínio. Terrier começa então uma busca por vários países para tentar saber que personagem de seu passado colocou sua cabeça a prêmio. A suspeita recai sobre o negociador do grupo, Felix (Javier Bardem), que está casado com a ex-namorada de Terrier, Annie (Jasmine Trinca). ”

Leia mais

O Homem de Palha | TigreCast #88 | Podcast

O Homem de Palha | The Wicker Man (1973) | TigreCast

Come. It is time to keep your appointment with the Wicker Man.” – Lord Summerisle

Nesse 1º de maio – um atraso providencial – visitamos mais uma vez os anos 1970, época da guerra fria, da contracultura, onde o terror ganhou grandes nomes. E um deles foi um dos mais perturbantes filmes do cinema britânico: O Homem de Palha (The Wicker Man, 1973), roteirizado por Anthony Shaffer, dirigido por Robin Hardy e com Edward Woodward, Britt Ekland e o grande Christopher Lee no elenco.

Nesse podcast, Tiago Lira, o Tigre (@otigre1982), Marcelo Zagnoli (@marcelozagnoli) e Matheus Des (@matheusdes) comentam as produções de 1973 no cinema, discussões da filmografia dos responsáveis, passando rapidamente sobre Christopher Lee na Hammer. Discutimos detalhes desse filme que lida com o pouco conhecido paganismo e a cultura celta e nossos momentos preferidos dessa excelente produção que, afinal, é um terror, um horror ou um suspense?

E atenção: há spoilers do começo ao fim!

Leia mais

Para cima